A valeriana, uma planta que induz o sono sem os efeitos colaterais dos medicamentos convencionais, é exatamente o que você precisa. São três horas da manhã e você continua acordado – mais uma vez. Você gostaria que existisse algo que pudesse tomar com segurança e que o ajudasse a pegar no sono. 

O que é

Na Alemanha, na Grã-Bretanha e em outros países europeus, a valeriana é aprovada oficialmente por autoridades médicas como uma planta que auxilia o sono. Uma planta perene, natural da América do Norte e Europa, a valeriana possui flores cor-de-rosa. Elas crescem a partir de uma raiz tuberosa, ou rizoma. O rizoma, que é colhido quando a planta tem dois anos de idade. Ele contém muitos compostos importantes, entre eles estão os valepotriatos, além do ácido valérico e dos óleos voláteis. Cada um deles, em algum momento, foi considerado responsável pelos poderes sedativos da planta. Muitos especialistas acreditam, sobretudo, que a eficácia da valeriana possa ser devido ao resultado da sinergia entre os vários compostos.


INDICAÇÕES

  • Promove um sono tranquilo.
  • Alivia o estresse e a ansiedade.
  • Melhora os sintomas de alguns distúrbios digestivos.

O que faz

A valeriana, há séculos utilizada para ajudar a dormir. Pode atuar também como agente calmante nas situações estressantes ocorridas durante o dia. É utilizada para o tratamento de distúrbios da ansiedade. E de outras doenças que pioram com o estresse, como a diverticulose e a síndrome do cólon irritável. Mais sobre estresse você encontra em nosso artigo.

Preparos com a raiz da valeriana já eram recomendados para a insônia pelo antigo médico grego Hipócrates. Modernos estudos clínicos no Brasil provaram que ela pode melhorar tanto a duração quanto a qualidade do sono. Ela é formada de compostos sedativos que acalmam os espasmos musculares que bloqueiam as transmissões de sinais ao cérebro.

Benefícios principais: 

Os compostos presentes na valeriana parecem afetar os receptores cerebrais de uma substância química dos nervos (neurotransmissor) chamada de ácido gama-aminobutírico, ou GABA. É por meio dessa interação que a valeriana promove o sono e alivia a ansiedade. Ao contrário dos benzodiazepínicos – fármacos, como o diazepam ou o alprazolam, comumente prescritos para o tratamento desses distúrbios –, a valeriana não causa dependência. E também não faz você, por exemplo, se sentir como se estivesse drogado. Em vez de induzir diretamente o sono, a valeriana relaxa o corpo e a mente, de modo que o sono possa ocorrer de forma natural. Um dos benefícios da valeriana para quem sofre de insônia é o fato de que, quando tomada nas doses recomendadas, como resultado, ela não deixa você se sentir grogue durante a manhã, como ocorre com os medicamentos vendidos sob prescrição médica.

A raiz da valeriana contém compostos que relaxam a mente e promovem o sono. 

De acordo com vários estudos, a valeriana atua em muitos indivíduos tão eficazmente quanto os medicamentos prescritos. Quando comparada a um placebo, parece acalmar o corpo até a chegada do sono. Também em um estudo, 128 pessoas tomaram um, de dois preparados de valeriana, ou um placebo.

Descobriu-se, desse modo, que a planta melhora a qualidade do sono. Em comparação, os que tomaram valeriana dormiram mais rapidamente e acordaram com menos frequência que aqueles que receberam placebo. Em outro estudo envolvendo insones, quase todos relataram uma melhora do sono quando tomavam valeriana, enquanto 44% classificaram como perfeita a qualidade de seu sono.

Embora seja relativamente recente o interesse atual pela valeriana como agente auxiliar antiansiedade, a planta é cada vez mais recomendada para esse propósito por fitoterapeutas e médicos com orientação nutricional.

Benefícios adicionais:

A valeriana ajuda a relaxar a musculatura lisa do trato gastrointestinal, o que a torna, portanto, útil para o tratamento da síndrome do cólon irritável e da diverticulose, doenças que geralmente provocam dolorosos espasmos intestinais. Além disso, como a manifestação dessas doenças é, por vezes, desencadeada pelo estresse, a ação calmante da valeriana pode ser responsável por sua eficácia.


ATENÇÃO!

  • Se tomada durante o dia, a valeriana pode causar tontura.
  • Se você estiver grávida ou amamentando, não use valeriana.

Lembrete: Se você tem algum problema de saúde, converse com seu médico antes de tomar suplementos.

Você Sabia?

As preparações de valeriana apresentam um odor bastante desagradável. É provável que  as pessoas que a utilizam pela primeira vez talvez possam pensar que compraram um lote estragado do produto. Dessa forma, não jogue a preparação de valeriana fora por causa do cheiro, porque isso é completamente normal.


Experimente outras plantas e flores e durma naturalmente

Para ajudá -lo a dormir sem a ajuda de remédios, tente uma destas preparações herbais, ou seja, todas com um longo histórico de tratamento eficaz contra a insônia. Mas sempre confirme com o médico se estiver tomando alguma medicação.

Lúpulo
Aliás, usado na Antiguidade por chineses e os primeiros europeus, flores secas de lúpulo podem ser eficientes contra a insônia quando usadas dentro do travesseiro. Elas são combinadas com valeriana, mistura tão eficaz contra problemas de sono quanto pílulas para dormir à base de benzodiazepínicos, de acordo com testes alemães. As flores secas podem ser usadas em uma infusão – 10 g em um litro de água fervente. Ou acrescente um litro da infusão para aquecer a água de um banho relaxante.

Lavanda

Esse aroma favorito dos antigos romanos ajuda a reduzir o estresse. Faça uma infusão de 2 g a 3 g de flores em água fervente e beba uma xícara do líquido coado e resfriado antes de dormir; pois de certo, você vai sentir seu efeito reconfortante. Ou salpique também 5 gotas de óleo essencial de lavanda no travesseiro ou no peito antes de ir para cama.

E mais…

Magnólia

Para ajudar a combater a insônia, se o problema estiver relacionado a ansiedade, tente a casca da magnólia. Um remédio caseiro oriental. Acredita -se que seus efeitos de indução do sono se devam ao magnolol e ao honoquiol, substâncias que diminuem a produção do cortisol. O extrato da casca da magnólia é vendido em lojas de produtos naturais.

Maracujá

Para uma xícara de infusão de maracujá, coloque 3 colheres (chá) da planta desidratada em uma xícara de água fervente. Deixe descansar por 15 minutos, coe e tome antes de ir para cama. As folhas e os caules dessa planta nativa da América do Sul, há muito usada para tratar insônia, contêm maltóis, substâncias que têm efeito sedativo.