Faça uma busca

Esse site usa cookies para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao continuar navegando, você concorda com nossa Política de Privacidade

|
Publicado em: 19 de julho de 2019

Vinho faz bem à saúde? Conheça os benefícios e riscos da bebida

Juliana Goes
Última atualização: 5 de abril de 2022
Por: Juliana Goes

Muito consumido no inverno, o vinho pode trazer benefícios e riscos para a sua saúde

Vinho faz bem à saúde? Conheça os benefícios e riscos da bebida Imagem: Debyaho/iStock

Muito consumido no inverno, o vinho pode trazer benefícios para uma vida saudável. Por outro lado, há quem diga que a bebida, como qualquer outra com teor alcoólico, oferece riscos. Mas como saber se o vinho faz bem à saúde?

Para isso, é preciso analisar as recentes pesquisas sobre benefícios e riscos deste consumo. Desta forma, é possível observar os prós e contras desta bebida, que costuma ser facilmente harmonizada com a comida.

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o consumo da uva, seja como fruta, suco ou vinho, é benéfico na prevenção, proteção e combate de doenças, principalmente cardiovasculares e renais.

Por outro lado, há pesquisas que apontam que, ao beber um copo por dia, durante um ano, se eleva em 0,5% o risco de doenças relacionadas ao álcool, como câncer, problemas cardiovasculares e cirrose.

Para saber se o vinho é bom ou não à saúde, separamos abaixo os benefícios e os riscos desta bebida. Confira!

  • Master1305/iStock Master1305/iStock

    Os benefícios do vinho

    1 – Retarda o envelhecimento

    Como o vinho contém antioxidantes, o consumo dele pode diminuir o risco do envelhecimento precoce. Isso porque estas substâncias atacam os radicais livres que causam diversos problemas de saúde.


  • Spukkato/iStock Spukkato/iStock

    2 – Evita doenças nos ossos

    Alguns estudos apontam que o consumo de pequenas quantidades de vinho pode melhorar a densidade óssea, reduzindo as chances de osteoporose e outras doenças nos ossos.


  • Freeimages.com/Wong Mei Teng Freeimages.com/Wong Mei Teng

    3 – Favorece a gravidez

    Segundo dados do Centro de Ciência Epidemiológica Dinamarquês, beber vinho regularmente pode diminuir em quase um terço o tempo de espera das mulheres que desejam engravidar.


  • Svisio/iStock Svisio/iStock

    4 – Ajuda o sistema imunológico

    Segundo pesquisas, o vinho pode fortalecer o sistema imunológico, já que possui ativos com poder anti-inflamatório e antimicrobiano.


  • RyanKing999/iStock RyanKing999/iStock

    5 – Ajuda na flora intestinal

    Por ter grande quantidade de polifenóis, o vinho também auxilia no funcionamento da flora intestinal.


  • Freeimages.com/Bob Smith Freeimages.com/Bob Smith

    6 – Melhora a memória

    O consumo da bebida, moderadamente, pode ajudar a manter a memória. Segundo pesquisas, o vinho previne o sangue de coagular e reduz a inflamação dos vasos, ambos relacionados à diminuição da memória.


  • Udra/iStock Udra/iStock

    7 – Melhora o colesterol

    Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, beber vinho diminui os índices do mau colesterol (LDL) e aumento o bom colesterol (HDL) no sangue.

     


  • Nd3000/iStock Nd3000/iStock

    8 – Aumenta o desempenho físico

    O resveratrol, substância saudável dos vinhos, ajuda a prevenir os efeitos do sedentarismo. Como o composto evita o envelhecimento dos músculos e aumenta a densidade dos ossos, o desempenho físico melhora.


  • Freeimages.com/Brybs Freeimages.com/Brybs

    9 – Evita problemas de visão

    O consumo moderado de vinho tinto pode diminuir os riscos de desenvolver uma degeneração macular, causa comum de cegueira em idosos.


  • G-stockstudio/iStock G-stockstudio/iStock

    10 – Vinho acalma

    Segundo estudos da Universidade de Milão, tomar uma taça de vinho antes de dormir pode ajudar a relaxar.

    Isso porque o vinho contém melatonina – um dos hormônios do sono.


  • Artursfoto/iStock Artursfoto/iStock

    11 – Previne tromboses

    Por ter ação anticoagulante, pesquisas apontam que o vinho pode prevenir tromboses, derrames e acidentes vasculares cerebrais.


  • Freeimages.com/pavlo araujo Freeimages.com/pavlo araujo

    Riscos do vinho

    1 – Álcool faz mal

    Há também pesquisas que apontam os riscos do consumo de vinho. Pesquisadores revelam que, por ter álcool, o vinho naturalmente não possui benefícios consideráveis para a saúde, ainda mais quando consumido ao longo da vida.


  • Freeimages.com/Michael Gordon Freeimages.com/Michael Gordon

    Segundo a Organização Mundial e Saúde (OMS), não há limites seguros específicos para o consumo de álcool. Por isso, para especialistas, quanto mais bebida alcoólica é consumida, maior é o risco de desenvolver doenças.


  • Kzenon/iStock Kzenon/iStock

    2 – Morte precoce

    Segundo pesquisas, beber um copo por dia durante um ano aumenta em 0,5% o risco de sofrer câncer, doenças cardiovasculares, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e cirrose. Além disso, o risco de acidentes e de violência aumentam com o consumo do álcool.


  • Freeimages.com/Jesper Dudal Freeimages.com/Jesper Dudal

    3 – Benefícios não superam riscos, alertam especialistas

    Segundo especialistas, uma pessoa que não consome bebidas alcoólicas não deve tomar vinho buscando seus benefícios. Para estes pesquisadores, os possíveis pontos positivos não superam os riscos associados à bebida.


  • Freeimages.com/Dora Mitsonia Freeimages.com/Dora Mitsonia

    4 – Vinho pode engordar

    Pesquisas apontam que o vinho contém mais calorias que a cerveja, por exemplo. E, como toda bebida alcoólica, as calorias neste caso são vazias, ou seja, não oferecem nutrientes ao organismo.

    Por sua vez, o consumo de vinho tende a ser menor que o da cerveja, levando a uma menor ingestão de calorias.

    Por outro lado, por ter propriedades antioxidantes, é possível ter um consumo moderado e fazer algumas substituições para incluir o vinho na dieta.


  • Freeimages.com/Michal Szydlowski Freeimages.com/Michal Szydlowski

    5 – Todo excesso faz mal

    Mesmo que tenha grandes benefícios, o excesso de vinho pode fazer mal. Por isso, o ideal é que, ao optar pelo consumo da bebida, uma dieta saudável e exercícios físicos sejam mantidos!


Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

Assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados