Seu pet tem muitas coisas a contar, mesmo sem saber falar. Preste atenção em alguns sinais, e antes de julgá-lo, use a inteligência: ele pode estar querendo falar alguma coisa. Confira alguns segredos que vão estreitar a sua relação com o seu amigo:

1. Rabinhos balançando

Você acha que eles sempre balançam o rabo para pedir mais carinho? Errou! Pesquisadores italianos constataram que os cães balançam o rabo ligeiramente para a direita quando veem algo de que gostam e para a esquerda quando são confrontados com algo de que querem se afastar.

 

2. Esqueça um pouco o laser

Sua brincadeira preferida com os gatos inclui uma caneta laser. Resultado: ele fica frustrado porque não consegue pegar o ponto luminoso, e caçar é a vida dele. Portanto, se quiser usar a caneta, troque-a por um brinquedo de verdade no fim, para que ele tenha algo para pegar e “matar”. Isso faz a brincadeira valer a pena.

Turma da Mônica e Corpo Humano

 

3. Não se esqueça da identificação

Se você perder seu pet, a primeira coisa a fazer é ligar para todos os abrigos de animais num raio de 150 km e visitar os mais próximos todos os dias, se possível. Tente não deixá-los sem coleira, e coloque uma identificação dentro dela.

 

4. A coceira não é fofa

Talvez você ache bonitinho que seu cão esteja esfregando o traseiro  no tapete, mas é provável que ele esteja com coceira. Leve-o ao veterinário assim que possível!

 

5. Urinar fora da caixa de areia não é pirraça

Se seu gato urinar fora da caixa de areia, não pense que seja pirraça. Alguma coisa pode estar causando estresse. Pode ser uma pessoa nova, um animal novo ou um móvel novo que pareça invadir o território dele.

 

6. Não dê alimentos crus

Se você passar a dar alimentos crus ao seu pet, ele pode quebrar os dentes ou ter uma infecção bateriana. Além disso, a exposição às fezes pode pôr em risco quem está com o sistema imunológico debilitado. É por isso que a Sociedade Americana de Prevenção à Crueldade com Animais (ASPCA), os Centros de Prevenção e Controle de Doenças dos EUA e outras entidades desaconselham com veemência a alimentação crua.

 

7. Alimentação caseira requer cuidados

Consulte um nutricionista veterinário antes de alimentar seu pet com comida feita em casa. Em 2013, pesquisadores do campus de Davis da Universidade da Califórnia examinaram 200 receitas caseiras de comida para cães e verificaram que 95% delas apresentavam graves deficiências nutricionais.

 

8. Esfregar o nariz não adianta

Lembra-se de quando você esfregou o nariz do seu pet no xixi? Além disso ter sido uma atitude estúpida e cruel, ele não entendeu nada do que você quis dizer. É melhor deixá-lo sair e recompensá-lo por urinar no local correto.

 

9. Treine seu cão para andar ao seu lado

Quer que seu pet aprenda a andar ao seu lado com a guia? Pois então dê um incentivo. Assim que ele começar a puxar, pare de andar. Quando ele se virar e olhar para trás, ofereça um petisco bem juntinho da sua perna. Logo ele vai perceber que precisa ficar perto de você para continuar a fazer o que mais gosta: andar e explorar.

 

10. Ronronar nem sempre significa felicidade

Ronronar não quer dizer que seu gato esteja feliz e contente em alguns momentos. Ele também faz isso quando sente dor ou medo, porque é um mecanismo que o acalma.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!