Viajar muito e gastar pouco seria possível? Pois essa é uma das práticas de um bom mochileiro. De mochila nas costas ou com malas de rodinha, é possível viajar e economizar, sem deixar de aproveitar ao máximo.

Para muitos, ser mochileiro é fazer as malas com o único propósito – conhecer pessoas e lugares. O destino, às vezes é incerto. Já para outros, a definição mais adequada para esse viajante é a busca pela liberdade em suas viagens.

Mas no final, as duas definições são aplicáveis para um viajante que opta pelo mochilão. E uma das vantagens deste estilo de viagem é justamente a economia.

Agora se você deseja deixar as agências de viagem um pouco de lado e ter mais liberdade na hora de definir o seu roteiro, listamos 19 dicas para se tornar um mochileiro e sair da rotina. Confira!

  • Tatomm/iStock

    1. Planeje a sua viagem

    Há quem diga que o mochileiro não tem destino. Mas se engana quem pensa assim. Como toda viagem, um bom planejamento é fundamental.

    Por isso, assim como qualquer viajante, o mochileiro também precisa de um roteiro definido.

  • Paula May/Unsplash.com

    2. Pense em um roteiro possível

    Normalmente, muitos pensam que o mochileiro deseja conhecer o mundo em segundos. Mas não é isso! Pense em sua viagem e no tempo que terá para conhecer cada lugar.

    Não adianta querer conhecer cinco países em um mês e sair de lá achando que viveu tudo. O importante aqui é ter tempo para aproveitar, conhecer e, quem sabe, absorver a cultura local.

  • Rostislav_Sedlacek/iStock

    3. Faça um planejamento financeiro

    Como todo viajante, o mochileiro também precisa se planejar financeiramente. Por isso, reserve dinheiro para as emergências, passeios, hospedagem, alimentação, passagens e, caso o destino seja para outro país, não esqueça o seguro viagem.

  • ijeab/iStock

    4. Não leve muita bagagem

    Uma dica para viajar como mochileiro é pensar em sua bagagem como um mochila. Ou seja, leve apenas os itens necessários e não ocupe espaço com excessos ou roupas e itens que não tenham muita utilidade.

  • axelbueckert/iStock

    5. Compre uma doleira

    É sempre importante ter dinheiro nas mãos. E como qualquer lugar do mundo, os riscos existem. Por isso, tenha sempre uma doleira por perto e com dinheiro para emergências.

  • Steven Lewis/Unsplash.com

    6. Conforto não é prioridade

    Uma das diferenças de viajar como mochileiro é que o conforto não é uma prioridade. Por isso, não deixe de pensar  em opções como passagens aéreas mais econômicas, mesmo que com escalas. Além disso, opte pelo transporte público nos lugares e deixe o aluguel de carro de lado, a não ser que tenham mais pessoas para dividir e a economia seja maior nesse caso.

  • JackF/iStock

    7. Hospedagem

    Um bom mochileiro sabe pesquisar hospedagens em conta. Nessa hora, como falamos o conforto fica de lado, e albergues e hostels se tornam uma ótima escolha para quem deseja economizar e conhecer pessoas.

  • Capturing the human heart/Unsplash.com

    8. Faça seu próprio roteiro

    Viajar com uma empresa de viagens é muito mais confortável e exige um planejamento menos trabalhoso.

    No entanto, os custos nesses casos costumam ser bem mais elevados. Além disso, o roteiro pode ficar muito “certo”, evitando qualquer saída do percurso e novidades. Por isso, pense no seu próprio roteiro e planeje sua viagem!

  • Raychan/Unsplash.com

    9. Compre os passeios no local

    Com exceção de alguns destinos que necessitam de uma reserva, alguns passeios podem ser comprados na hora. Por isso, evite comprar antecipadamente ainda na sua cidade ou país de origem. Por muitas vezes, o custo é menor e os horários são mais flexíveis quando acordados no próprio destino.

  • Pixfly/iStock

    10. Compre no supermercado

    Gastar dinheiro almoçando ou jantando em restaurantes renomados não está no roteiro de mochileiros. O objetivo desse modelo de viagem é conhecer lugares e pessoas. Por isso, opte por comprar a comida no supermercado e por restaurantes mais baratos. Afinal, os habitantes costumam se alimentar nesses estabelecimentos.

  • Uelder-ferreira/iStock

    11. Pesquise o câmbio

    Uma dica para não perder dinheiro é pesquisar o valor de compra da moeda. Por isso, veja sempre quanto custa comprar no seu próprio país e no país que deseja viajar. Outra dica é pesquisar em grupos sobre o local de destino e quais as cidades podem oferecer um câmbio mais em conta.

  • AlexeyPetrov/iStock

    12. Procure viajar à noite

    Uma boa dica é viajar no período da noite. Assim sobra mais tempo para conhecer os lugares.

  • DAVID TAPIA SAN MARTIN/Unsplash.com

    13. Saia da rota tradicional

    Claro que, ao viajar, os pontos turísticos tradicionais não podem ser deixados de lado. Mas reserve tempo para conhecer outros lugares e curiosidades sobre o destino.

  • Spencer Davis/Unsplash.com

    14. Tenha os documentos em mãos

    Como todo viajante, o mochileiro não é diferente. Tenha sempre seus documentos em mãos, até para passeios curtos.

  • scanrail/iStock

    15. Use a internet

    Uma boa dica para economizar com celular durante as viagens é comprar um chip local e habilitar apenas a internet. Assim será possível usar aplicativos para comunicação sem gastar muito!

  • Manuel-F-O/iStock

    16. Tenha malícia

    Por não estar acompanhado por um guia ou empresa credenciada, o mochileiro precisa redobrar a atenção. Por isso, no Brasil ou no exterior, é fundamental ter malícia e suspeitar de pessoas muito solicitas ou que ofereçam muitas facilidades. O ideal aqui é ficar sempre atento aos documentos e dinheiro e não realizar compras suspeitas.

  • ronstik/iStock

    17. Tenha um seguro viagem

    Como todo viajante, o mochileiro também precisa gastar com o seguro viagem. Pesquise os preços e converse com quem já viajou, para saber quais os planos mais seguros e econômicos.

  • scyther5/iStock

    18. Fique atento às vacinas

    Alguns destinos, sejam eles nacionais ou internacionais, exigem vacinas específicas. Por isso fique atento às recomendações do Ministério da Saúde.

  • guruXOOX/iStock

    19. Não tenha medo!

    Viajar é preciso. Por isso, seja sozinho ou acompanhado, não tenha medo de preparar a sua própria viagem e realizar este sonho. Além de ser mais econômico, muitos viajantes confirmam: é enriquecedor!