Faça uma busca
|
Publicado em: 1 de outubro de 2020

35 livros infantis para dar de presente no Dia das Crianças

O Dia das Crianças é uma data muito especial! Que tal fazer com que ela seja mais especial ainda?

Por: Arman Neto
  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    1. A vida não me assusta, Maya Angelou e Jean-Michel Basquiat

    A vida não me assusta é um livro belíssimo. Essa pequena obra de arte reúne dois artistas emblemáticos: Maya Angelou, autora do poema, e Jean-Michel Basquiat, autor das pinturas. Para encantar todo pequeno corajoso no dia das crianças!


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    2.  Amoras, Emicida

    Primeiro livro do rapper Emicida, Amoras versa sobre a importância dos detalhes. Para abrilhantar ainda mais a mensagem, Amoras conta com ilustrações de Aldo Fabrini.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    3. E foi assim que eu e a escuridão ficamos amigas, Emicida

    Em E foi assim que eu e a escuridão ficamos amigas, que também conta os bonitos desenhos de Aldo Fabrino, Emicida conta uma história na qual as personagens se deparam com o desconhecido, se encontrando com a personificação do medo e da coragem. Uma aventura e tanto para o dia das crianças!


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    4. O divertido glossário da Jana, Lorena Ribeiro

    Com ilustrações de Quézia Silveira, O divertido glossário de Jana, de Lorena Ribeiro, conta a história da pequena Janaína, que com a sua avó, descobre que pode criar uma lista para dar significado às palavras.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    5. O que me diz, Louise?, Toni Morrison e Slade Morrison

    Em O que me diz, Louise?, Morrison se une ao seu filho, Slade Morrison e à ilustradora Shadra Strickland, para contar a aventura de Louise até o seu lugar favorito: a biblioteca. Uma das maiores escritoras de todos os tempos, Toni Morrison foi a primeira  mulher negra a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura. Quer motivo maior que esse para presentear um baixinho ou baixinha com um livro da autora no dia das crianças?


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    6. Quem leva a melhor?, Toni Morrison e Slade Morrison

    Em mais uma parceria entre mãe e filho, Quem leva a melhor? reimagina três fábulas que foram contadas originalmente por Esopo. Dessa vez, as ilustrações ficam a cargo de Pascal Lemaître.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    7. Menina bonita do laço de fita, Ana Maria Machado

    Clássico da literatura infantil brasileira, Menina bonita do laço de fita, da Ana Maria Machado, conta a história de uma menina negra que desperta a admiração de um coelho branco, fazendo com que ele passasse a desejar ter uma filha tão pretinha quanto ela. O dia das crianças é uma boa oportunidade para apresentar esse clássico para as novas gerações. As ilustrações são do artista Claudius Ceccon.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    8. Jabuti sabido e macaco metido, Ana Maria Machado

    Neste livro, Ana Maria Machado recorre às tradições orais brasileiras para encantar as crianças. As ilustrações de Jabuti sabido e macaco metido foram feitas pelo Raul Gastão.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    9. O gato malhado e a andorinha Sinhá, Jorge Amado

    Outro gigante da literatura que também se dedicou à literatura infantil foi o baiano Jorge Amado. Com ilustrações aquareladas do artista plástico Carybé, O gato malhado e a andorinha Sinhá conta a história de duas criaturas bem diferentes que descobrem que podem não apenas conviver em paz como mudar a maneira que cada um tem de ver o mundo.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    10. A ratinha branca de pé-de-vento e a bagagem de Otália, Jorge Amado

    Com adaptação de Mariana Amado Costa e ilustrações de Marilda Castanha, A ratinha branca de pé-de-vento e a bagagem de Otália adapta um trecho de um dos romances de Jorge Amado, Os pastores da noite. Um ótimo jeito de apresentar um de nossos maiores escritores às crianças no dia 12 de outubro.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    11. Curumimzice, Tiago Hakiy

    Escrito por Tiago Hakiy, de origem Sateré-Mawé, povo indígena que habita a região do Rio Amazonas, e ilustrado por Walther Moreira Santos, Curumimzice é um canto literário, que pretende reproduzir a emoção da alegria descontraída, característica da vida leve, tão própria dos curumins.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    12. Que cabelo é esse, Bela?, Simone Mota

    Com ilustrações de Roberta Nunes, Simone Mota faz de Que cabelo é esse, Bela? uma narrativa muito bonita “sobre quebrar preconceitos e padrões de beleza, descobrir o poder da ancestralidade e afirmar-se enquanto indivíduo consciente”.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    13. Caderno sem rimas da Maria, Lázaro Ramos

    Lázaro Ramos é uma artista completo! E suas obras infantis são mais algumas provas disso. Em Caderno sem rimas da Maria, o ator-autor se inspira em sua filha para nos mostrar como a leitura pode nos fazer viajar sem sair do lugar! As ilustrações são de Maurício Negro. Mais um presentão para o dia das crianças!


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    14. Caderno de Rimas do João, Lázaro Ramos

    Em Caderno de Rimas do João, Lázaro Ramos conta a história de João, um menino que encanta os leitores com rimas espontâneas e temáticas das mais variadas. As ilustrações desse livro também são de Maurício Negro.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    15. Sinto o que sinto: e a incrível história de Asta e Jaser, Lázaro Ramos

    Em Sinto o que sinto: e a incrível história de Asta e Jaser, Lázaro Ramos escreve uma história muito bonita na qual ajuda as crianças a entenderem que é normal sentir os mais diversos sentimentos. As belíssimas ilustrações desse livro são da Ana Maria Sena.

     


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    16. Meu crespo é de rainha, bell hooks

    bell hooks (escrito assim mesmo, com letras minúsculas) é uma educadora e intelectual muito admirada. Meu crespo é de rainha é uma verdadeira exaltação da beleza negra, mostrando que os penteados e cabelos crespos também são lindíssimos! Com ilustrações de Chris Raschka, esse livro é a prova de que o dia das crianças também pode ser um dia de muita representatividade!


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    17. Minha dança tem história, bell hooks

    Em Minha dança tem história, bell hooks conta a história de Bibói, um garotinho que arrasa nas batalhas e nas rimas e que também está descobrindo quem ele é. Mais uma vez, Chris Raschka forma dupla com hooks neste livro incrível.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    18. Malala, a menina que queria ir para a escola, Adriana Carranca

    Escrito por Adriana Carranca e ilustrado por Bruna Assis Brasil, Malala, a menina que queria ir para a escola é uma boa pedida para o dia das crianças! No livro, conhecemos a história da Nobel da Paz Malala Yousafzai, baleada por membros do Talibã aos catorze anos por defender a educação feminina.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    19. Chapeuzinho Amarelo, Chico Buarque e Ziraldo

    Chico Buarque e Ziraldo, dois nomes que dispensam apresentações, nos contam a história de uma garotinha que tinha medo de tudo. Inclusive de ter medo. Essa é uma história e tanto para inspirar as crianças no dia 12 de outubro.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    20. O monstro que adorava ler,  Lili Chartrand

    O monstro que adorava ler narra a história de um monstro assustador que tem a vida transformada ao encontrar um objeto muito estranho. O livro é escrito pela canadense Lili Chartrand e ilustrado por Rogé.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    21. Ou isto ou aquilo, Cecília Meireles

    Neste clássico da literatura infantil brasileira, Cecília Meireles “resgata o universo infantil permeado por perguntas imprevisíveis, monólogos, comparações incomuns, fantasia e imaginação”. As ilustrações são de Odilon Moraes.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    22. Cadê Martin?, Geise Gomes 

    Neste livro divertido, Geise Gomes, também conhecida Gênesis, conta a história de Martin, um menino que tem muita curiosidade de conhecer o mundo. Com ilustrações de Fran Junqueira, é mais um belo presente para criançada no dia delas.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    23. A mãe que voava, Caroline Carvalho

    Com texto de Caroline Carvalho e ilustrações de Inês da Fonseca, A mãe que voava conta a história da pequena Alice, que amava ver sua mãe voando pela casa.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    24. A copa frondosa da árvore, Eliana Alves Cruz

    Eliana Alves Cruz é uma das grandes escritoras brasileiras contemporâneas, e A copa frondosa da árvore é a sua primeira aventura voltada às crianças. Com ilustrações de Bruno Cantu, o livro é repleto de memórias e ancestralidades negras e indígenas.

     


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    25. Taynôh: o menino que tinha cem anos, Aline Rochedo Pachamama (Churiah Puri)

    Narrado por Pachamama, a mãe de todos os indígenas deste continente, este livro lindo conta a história de Taynôh, que é “a criança interior dos que se tornaram adultos, que, por hora, repousa e dorme, mas logo despertará”. Escrito e ilustrado com aquarelas por Aline Rochedo Pachamama, Taynôh: o menino que tinha cem anos é um livro multilíngue: escrito em puri (macro-jê), guarani mbya (tupi), português e espanhol. Uma excelente escolha para dar de presente de dia das crianças!


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    26. Os nove pentes d’África, Cidinha da Silva

    Em Os nove pentes d’África, Cidinha da Silva, mais uma das grandes escritoras brasileiras a voltar sua literatura para os mais novos, tem nos “pentes herdados pelos nove netos de Francisco Ayrá a pedra de toque para abordar a pulsão de vida presente nas experiências das personagens e rituais cotidianos da narrativa”. Esse livro é ideal para crianças maiorzinhas, que estão por volta dos dez anos. As ilustrações são da artista Iléa Ferraz.


  • 27. O gato e o escuro, Mia Couto

    O admirado escritor moçambicano Mia Couto estreou na literatura infantil com O gato e o escuro, que narra a história de um gatinho e sua vontade de explorar o mundo. Quem faz as ilustrações desse livro é a artista Marilda Castanha.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    28. Sulwe, Lupita Nyong’o

    Lupita Nyong’o, uma das atrizes mais aclamadas de Hollywood e vencedora do Oscar, é autora dessa história mágica, na qual Sulwe, uma menina que “tem a pele da cor da meia noite”, só pensa em ser bonita e cheia de luz como sua mãe e sua irmã. As ilustrações são de Vasthi Harrison.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    29. Amor de cabelo, Matthew A. Cherry

    E por falar em Oscar, temos Amor de cabelo, livro de Matthew A. Cherry, cuja a versão animada ganhou a estatueta de melhor curta animado! Mais um da lista que é ilustrado por Vasthi Harrison, Amor de cabelo tem tudo para agradar os pequeninos no dia das crianças com a sua bela e emocionante história.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    30. O dia de Chu, Neil Gaiman

    Neste livro fofíssimo do grande Neil Gaiman, e que conta com as ilustrações de Adam Rex, acompanhamos o dia agitado de Chu. Porém, uma coisa não parece certa: toda hora os pais de Chu perguntam se ele vai espirrar. Mas o que pode acontecer de tão ruim quando esse bebê panda espirra?


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    31. O primeiro dia de Chu na escola, Neil Gaiman

    Em mais uma parceria de Neil Gaiman e Adam Rex, acompanhamos outra dia na vida de Chu. Dessa vez o querido bebê terá seu primeiro dia na escola e está muito nervoso. Será que sairá tudo bem por lá?


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    32. O pequeno príncipe preto, Rodrigo França

    Inspirado no clássico O pequeno príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, O pequeno príncipe preto, de Rodrigo França, e que era originalmente uma peça de teatro, conta a história desse príncipe pretinho, que vive em um planeta com a sua única companhia, uma árvore Baobá. Esse livro muito bonito tem ilustrações da artista Juliana Barbosa Pereira.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    33. Ynari, a menina das cinco tranças, Ondjaki

    Em Ynari, a menina das cinco tranças, o escritor angolano Ondjaki conta a história de Ynari, uma menina com cinco tranças e muita vontade de conhecer as palavras do mundo. Tratando com muita sensibilidade das marcas que a guerra civil deixou em Angola, Ondjaki e a ilustradora Joana Lira fazem deste um livro muito especial.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    34. O voo do golfinho, Ondjaki

    Desta vez contando com as ilustrações de Danuta Wojciechowska, Ondjaki conta uma história sobre “o desejo de liberdade presente em todos aqueles que são capazes de sonhar – sejam eles plantas, homens ou animais”.


  • Imagem: Arman Neto/Seleções

    35. O menino maluquinho, Ziraldo

    Mais um clássico da literatura infantil brasileira, O menino maluquinho, do Ziraldo, é outra obra que merece ser apresentada à novas gerações nos dias da criança. Esse garotinho amado e feliz tem tudo para encantar os pequenos no dia 12 de outubro.


Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados