Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 3 de maio de 2020

7 dicas para preparar os melhores grelhados

Que tal um churrasco neste final de semana? Confira alguns segredos para prepará-lo corretamente!

Imagem: ribeirorocha/iStock

É possível preparar bifes, linguiças, salsichas, queijos e até legumes grelhados bem crocantes e em pouco tempo. Para isso, confira a seguir algumas dicas, separe os utensílios necessários e bom apetite!

1. Bifes e escalopes grelhados

Bifes de sobrepaleta suína são ideais para grelhar. Graças à gordura marmorizada, a carne fica suculenta e crocante. No caso de pedaços mais magros, como escalopes ou filés, marinadas ou uma capa de bacon ajudam a manter a suculência e acrescentam sabor.

Medalhões suínos, bifes bovinos, escalopes de vitela e costeleta de cordeiro devem ser grelhados primeiro em fogo alto, rapidamente e dos dois lados, e depois em fogo médio.

A carne suína deve ser sempre bem-passada. Já a carne bovina, a vitela e a carne de cordeiro podem ser grelhadas ou assadas de acordo com o gosto de cada um: mais rosada ou bem-passada. As fatias de carne não devem ser grossas demais: a espessura mais indicada para bifes suínos é de cerca de 1,5 cm.

No caso de bifes de carne bovina, recomenda-se uma espessura de 2 cm a 3 cm e de carne de cordeiro, aproximadamente 2 cm.

Importante: é difícil precisar o tempo que o bife deve permanecer na grelha, pois cada churrasqueira aquece de modo diferente. Para que o bife fique mais macio, porém, mantenha-o aquecido depois de grelhado, deixando-o descansar mais alguns minutos antes de servi-lo.

2. Aves grelhadas

Para grelhados rápidos dê preferência a filés de peito de frango e bifes de peru. Não reutilize a marinada usada na carne de aves crua. Reserve antes algumas colheradas da marinada pronta para pincelar sobre as aves enquanto assam.

A carne de aves deve ser sempre bem-passada (verifique o ponto da carne perfurando-a com um garfo; se sair um caldo transparente, ela está pronta). Faça diversos cortes nos filés de peito, para que o aroma da marinada e o calor da grelha possam penetrar melhor na carne.

3. Peixes grelhados

Filés de peixe de carne firme (tamboril, salmão, atum) ou peixes inteiros (truta, cavala, dourado) são os mais indicados. Peixes inteiros e filés de peixe são delicados e podem desmontar facilmente na grelha.

Para evitar que isso aconteça, opte por colocá-los sobre uma bandeja de alumínio própria para grelhar, ou envolva-os com papel-alumínio; para grelhar peixes inteiros, use grelhas específicas (tipo cesto), com as quais é possível virar os peixes perfeitamente.

Não esqueça: sempre unte bem as bandejas, grelhas ou mesmo o papel-alumínio.

4. Queijos grelhados

O queijo mais utilizado em churrascos no Brasil é o queijo coalho. Ele não derrete e é vendido em espetos, que dispensam o uso de papel-alumínio. Existe também a versão temperada com orégano.

Veja mais: 6 alimentos diferentes que também podem ser grelhados

Os queijos do tipo mozarela de búfala e feta também podem ser assados, porém devem ser envolvidos em papel-alumínio antes. Principalmente a mozarela, que derrete rapidamente por isso deve ser colocada apenas por poucos minutos sobre a grelha – o tempo necessário para começar a derreter.

5. Legumes, cogumelos, batatas grelhadas

Abobrinhas, berinjelas, pimentões e cogumelos, fatiados ou cortados em tiras, devem ficar um tempo em marinada de azeite temperado, antes de ir para a grelha. A seguir, coloque-os sobre uma travessa para grelhar ou em espetos. Espigas de milho, nabos, erva-doce e cenoura devem ser pré-cozidos antes de ir para a churrasqueira, a fim de abreviar o tempo de grelhar. O mesmo vale para batatas. Cebolas também devem ser pré-cozidas.

6. A gordura correta

O óleo usado para marinadas de grelhados deve ser adequado às altas temperaturas da churrasqueira. São indicados, por exemplo, óleo de amendoim ou de canola, bem como azeite de oliva refinado. Para untar grades, grelhas, bandejas e papel-alumínio, opte pelo mesmo tipo de óleo e cuide para que a gordura não pingue nas brasas durante o churrasco.

7. Molhos e acompanhamentos

Há molhos prontos para todos os gostos: catchup, mostarda, molho de alho, molho de pimenta, molho barbecue entre outros. Quem preferir pode usar molhos com ingredientes frescos, como o molho pesto. Para conferir seu modo de preparo, clique aqui!

Pão branco e integral bem como as mais diversas saladas (por exemplo, salada de alface, tomates, pepinos ou salada de batatas) são ótimos acompanhamentos para o churrasco.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados