Faça uma busca


|
Publicado em: 5 de setembro de 2020

Dor nas mamas: como aliviar esse incômodo pré-menstrual

Confira algumas dicas para diminuir o seu desconforto nas mamas.

Imagem: AndreyPopov/iStock

A dor nas mamas é um desconforto muito comum que acontece nas mulheres antes do período da menstruação. Mas ela pode ser aliviada com algumas medidas. Vitaminas, plantas medicinais e óleos podem ajudar a manter a retenção de líquidos sob controle. E assim, propiciar um balanço hormonal mais adequado para as mamas. Além disso, algumas mudanças alimentares também ajudarão você a se livrar desse problema.

Entendendo a dor nas mamas

As mamas passam por um ciclo de mudanças a cada mês, assim como o útero. Níveis variáveis de hormônios — principalmente estrogênio e progesterona — promovem a retenção de líquidos nos seios, enquanto as glândulas mamárias se preparam para uma gravidez potencial. Isso pode levar a dor e inchaços.

A dor cíclica das mamas já foi chamada de doença fibrocística da mama (displasia mamária). Mas agora é reconhecida como um efeito colateral da menstruação.

Quase metade das mulheres com menos de 50 anos sofrem com as dores na mama. Embora tenda a ser mais percebida logo antes da menstruação, a dor nas mamas também pode ser relacionada à ingestão de certos remédios, como a Cimetidina (Tagamet).

Como aliviar a dor nas mamas?

dor nas mamas
Imagem: RyanKing999/iStock

Aqui vão algumas dicas para diminuir o desconforto provocado por seus hormônios:

1. Massageie as mamas no banho

Quando estiver no banho, ensaboe as mamas massageando-as suavemente do centro em direção às axilas. Isso melhora a circulação sanguínea e a drenagem da linfa, um fluido claro que transporta agentes de combate a infecções pelo corpo todo.

2. Use uma toalha gelada

Enrole uma toalha em uma bolsa de gelo ou em um pacote de legumes congelados e aplique sobre cada seio por aproximadamente 10 minutos. O tratamento com compressa fria reduz o inchaço e atenua a dor.

3. Tome alguns suplementos

O dente-de-leão (taraxaco) é um diurético natural. Tome cápsulas dessa planta ou faça um chá usando raiz de dente-de-leão em pó, que você encontra em lojas de produtos naturais. Ferva em fogo baixo 2 ou 3 colheres de chá do pó em uma xícara de água por 15 minutos. Beba 3 xícaras por dia.

Experimente também o óleo de prímula, um remédio fitoterápico tradicional para sintomas pré-menstruais. Ele contém um ácido graxo essencial chamado gama-linolênico (AGL), que pode ajudar a equilibrar os hormônios da mulher e parece aliviar as dores cíclicas nas mamas. Tome 1.000 mg do óleo em sua forma líquida ou em cápsulas 3 vezes ao dia. Tome junto com as refeições para melhorar a absorção.

Leia também: 5 suplementos para aumentar sua imunidade

As vitaminas E e B6 também podem agir em combinação para prevenir a dor nas mamas. A dose ideal é de 800 UI de vitamina E por dia, junto com 50 mg de vitamina B6, mas é preciso que você converse sobre o assunto com seu médico.

Já que não é possível atingir essas doses somente pela ingestão de alimentos, você pode incrementar a presença dessas vitaminas em sua alimentação comendo nozes, cevada e germe de trigo para obter mais vitamina E, e abacate, carnes magras, e espinafre para uma maior quantidade de vitamina B6. 

4. Promova a harmonia hormonal

Para ajudar a equilibrar seus hormônios, experimente um creme natural de progesterona. Passe o creme na pele todos os dias, seguindo as instruções do rótulo.

Se você toma pílula anticoncepcional ou está fazendo terapia de reposição hormonal, fale com seu médico sobre a possibilidade de alterar as dosagens. Alguns pequenos ajustes podem ajudar.

Além disso, procure fazer 30 minutos de exercícios vigorosos pelos menos 3 vezes por semana. Especialmente durante a semana anterior à da menstruação. O exercício diminui a taxa de hormônios do estresse em seu corpo. E isso é importante, porque eles são uma das causas das dores nas mamas. Assim, os exercícios vão ajudar a reduzir a quantidade de fluidos no seu corpo e aumentar os níveis de substâncias químicas do cérebro associadas à sensação de bem-estar.

Ademais, outra alternativa é fazer, regularmente, meditação, exercícios respiratórios e outras técnicas de relaxamento que possam reduzir os hormônios do estresse.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados