Faça uma busca
|
Publicado em: 21 de agosto de 2020

Como a tecnologia camufla trabalho em casa (e o que fazer para evitar)

Dispositivos e softwares que prometem facilitar a comunicação no dia a dia podem reservar armadilhas.

Imagem: RamCreativ/iStock

Que atire a primeira pedra quem ainda não fez algumas horas extras durante o home office, nesses últimos tempos. Enquanto nós vamos nos adaptando às videochamadas, aos nossos novos horários que não consideram mais o deslocamento até o escritório e até às interrupções diárias de nossos familiares, a tecnologia também faz a parte dela, e vai se moldando de acordo com as nossas necessidades.

Leia também: Quando o virtual virou o ‘mundo real’

Com o tempo, novos dispositivos e softwares surgem como ferramentas que prometem, milagrosamente, integrar tudo: do trabalho à diversão.

As notícias não param de chegar: esta semana, o Google anunciou uma integração entre seu serviço de videoconferências e o Chromecast, aquele aparelhinho que torna a sua TV inteligente. O Zoom Meetings, outro serviço de chamadas em vídeo, também expandiu seus tentáculos, vai chegar aos smart displays – telas inteligentes que ainda não são tão populares no Brasil, mas já tomam as casas de muita gente nos Estados Unidos.

A ideia é tornar as reuniões acessíveis a partir de um simples toque ou comando de voz. Fácil demais.

Mas, no fim das contas, é isso mesmo o que a gente quer?

(Imagem: Mikhail Machuzhak/iStock)

Toda essa integração e facilidade em contato tende a ser problemática se não nos educarmos em relação ao horário de trabalho e se não definirmos limites claros entre o home e o office. Não precisamos imaginar o futuro – o WhatsApp é um grande exemplo disso no presente.

Se a sua empresa não usa o mensageiro para comunicação corporativa, jogue as mãos para o céu e agradeça. Não há nada mais incômodo do que ter que dividir a atenção entre o grupo da família, amigos com saudade e demandas do seu chefe, tudo ali, no mesmo aplicativo.

A facilidade faz muita gente perder totalmente a noção de tempo – da hora, do dia, de datas especiais. O trabalho começa a adentrar as nossas noites e finais de semana, e quando a gente percebe, está respondendo a uma mensagem sobre uma demanda da próxima semana durante a manhã de domingo.

(Imagem: nadia_bormotova/iStock)

Sem demonizar a nossa relação com a tecnologia – é preciso bom senso e, sobretudo, educação digital. As relações de trabalho devem manter protocolos, precisam ocupar o seu espaço, e liberar espaço para as outras áreas das nossas vidas. Felizmente, também existem ferramentas digitais para auxiliar nesse processo.

Dica 1: Planejamento

Planejar seu horário de trabalho é a melhor forma de evitar armadilhas. Para isso, a primeira coisa que você tem que fazer e definir o horário de início e o término do seu expediente.

Criativos podem achar complicado traçar limites para desempenhar suas tarefas – mas acredite, quanto mais espalhadas forem as horas de trabalho no seu dia, mais difícil é se livrar da sensação de estar sempre ocupado.

Alguns aplicativos, como o Toggl, podem te ajudar a metrificar suas horas trabalhadas. Use e abuse dessa ferramenta para organizar seu dia.

Dica 2: Disciplina e foco

Quando for hora de trabalho, evite ficar outros temas em mente – se policie para fechar abas com sites alheios e evite músicas que tiram a concentração.

Mensageiros e redes sociais podem se tornar uma distração, então, a menos que você trabalhe com isso, tente desativar as notificações.

No Android, vá em “Config.” > “Aplicativos” > escolha um app para bloquear as notificações e toque sobre ele > “Notificações” > Desative a chave ao lado de “Exibir notificações”.

Se você tem iPhone, faça o seguinte caminho: “Ajustes” > “Notificações” > entre no aplicativo do qual deseja bloquear os alertas > Desative a chave ao lado de “Permitir notificações”.

Dica 3: Diálogo e sinceridade

É importante conversar com a sua equipe de trabalho e estabelecer limites e horários nos quais você está disponível para assuntos corporativos.

No home office, fica mais complicado saber quando, de fato, o colega está trabalhando – não é como se pudéssemos esticar o pescoço e observar sua mesa. Portanto, o diálogo nesses casos é a melhor solução.

Dica 4: Equilíbrio

Por fim, tente equilibrar as coisas. É importante ter momentos de lazer, especialmente agora, em tempos de quarentena. Planeje um jogo online com amigos, ou uma sessão de cinema com a família – você também pode fazer isso à distância.

Tire um tempo para ler um livro ou escutar a sua playlist favorita. Libere espaço para coisas fora do trabalho e tente relaxar. Ficar um pouco off da Internet e desligar o celular por algumas horas pode fazer bem.

Ana Marques
Ana Marques
Jornalista formada pela UFRJ, Ana é entusiasta de tecnologia, dos dispositivos móveis e da inteligência artificial, mas também defensora das relações humanas e das conexões feitas por meio de encontros. Sua relação com a cobertura tecnológica teve início em 2016, no TechTudo, ainda como estagiária. Em 2018, passou a integrar a equipe de Conteúdo do comparador Zoom.com.br, onde foi editora de Mobile (Celulares, Tablets e Wearables) & Eletrônicos até agosto de 2020. Atualmente é editora-assistente de Notícias no Tecnoblog, o maior veículo independente de Tecnologia do Brasil.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close