Faça uma busca
|
Publicado em: 3 de junho de 2021

Exercícios: pouco é melhor do que nada

Adianta treinar apenas uma vez na semana? Confira!

Imagem: dolgachov/iStock

Conceição trabalha como diarista. 1x por semana ela vai ao meu apartamento. Não é muito comum nos encontrarmos. Mas certo dia, eu ainda estava em casa quando ela chegou e, aproveitando a ocasião, Conceição me fez a seguinte pergunta: “André, queria começar a correr, mas só posso ir aos domingos. Será que adianta alguma coisa?” Como era uma pergunta que exigia uma boa conversa, falei para Conceição que tentaria mudar minha agenda naquele dia e voltar a tempo de conversarmos. 

Voltei a tempo e fomos conversar. Perguntei a Conceição sobre seus objetivos, se sente alguma dor ou desconforto, suas limitações, como era sua rotina nos demais dias e que ela precisaria fazer algumas avaliações médicas para começar a correr (nesse momento torna-se necessário citar  que a corrida é um movimento natural do ser humano e que, para a maioria das pessoas, os benefícios serão enormes. Costumo brincar com as pessoas dizendo: cuidado, é um caminho sem volta).

Conceição me deu as respostas, me falou sobre sua rotina e me prometeu ir ao médico naquela semana. Liguei para uma aluna médica e Conceição fez sua consulta dias depois. Liberada, Conceição recebeu umas dicas de corrida, um programa de treinamento e me prometeu dedicação.

É importante destacar que, em função de sua ocupação profissional, Conceição era uma pessoa ativa, fazendo com que ela apresentasse bons resultados em seus exames.

Bons hábitos estão associados a outros bons hábitos

Imagem: iStock

Como citado no início, não era comum encontrar com Conceição, mas passamos a nos falar por telefone e ela sempre me parecia bastante empolgada com a corrida e dizia que estava seguindo as orientações. Disse que, mesmo indo apenas aos domingos, algumas dores articulares sumiram, seu sono estava melhor e que sua disposição para o trabalho havia aumentado. Como muitas vezes bons hábitos estão associados a outros bons hábitos, Conceição passou a ter uma alimentação mais saudável, dormir mais cedo e beber mais água.

Com o passar das semanas, o condicionamento de Conceição melhorou significativamente e pude exigir um pouco mais de seu organismo. Conceição continuava a correr somente aos domingos, todavia sua saúde e qualidade de vida aprimoravam-se cada vez mais.

Certo dia Conceição chegou ao meu apartamento e eu ainda estava em casa. Seu corpo havia mudado: cintura menor, músculos mais tonificados, rosto mais fino, sorriso mais brilhante e ela havia chegado bem mais cedo. Antes que eu a elogiasse, ela me agradeceu e disse: “Obrigada, André! A corrida está mudando minha vida. Durmo das 22h às 5h e acordo bem, disposta, animada e sem qualquer tipo de dor. Estou conseguindo correr 6 quilômetros em 30 minutos e termino bem! Obrigada!”

Sua saúde precisa ser sua prioridade

O caso de Conceição representa um grande exemplo para muitas pessoas que se perguntam se adianta alguma coisa treinar apenas um dia na semana. É importante citar que a Organização Mundial da Saúde recomenda a prática de 150 a 300 minutos por semana de atividade física em intensidade moderada ou 75 a 150 minutos em intensidade vigorosa, mas também afirma que todo minuto conta. Desculpas ou motivos: faça sua escolha.

Ou seja, ainda que a pessoa esteja bem longe de alcançar essa recomendação, sua saúde pode ter muitos benefícios com uma baixa quantidade de atividade física. Se não é possível treinar em grande quantidade, é preciso investir na qualidade do treino.

Importante: é necessário que toda e qualquer pessoa se esforce ao máximo para alcançar as recomendações citadas anteriormente no intuito de promover sua saúde. Contudo, nos casos em que isso não seja possível (mas reflita: a semana tem 10.080 minutos), é preciso lembrar que pouco é melhor do que nada.

Sabemos que a vida tem muitas demandas, e se não estivermos atentos, colocamos muitas prioridades e nossa saúde vai ficando para o final da fila. Cada pessoa precisa ser a sua prioridade. A única forma de estar bem e em paz com o mundo é colocando a saúde no início da fila. A atividade física é o caminho para isso. 


André Messias
André Messias
Doutorando em Epidemiologia em Saúde Pública pela FioCruz, é mestre em Ciências Cardiovasculares pelo Instituto Nacional de Cardiologia, o professor e personal trainer André Messias tem como prioridade a saúde e a qualidade de vida. Ele acredita que as escolhas relacionadas ao estilo de vida, em especial à prática de exercícios físicos, são essenciais para nossa saúde física, mental e social. E que, portanto, cabe a todos nós uma reflexão de como estamos vivendo.


Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close