Faça uma busca
|
Publicado em: 6 de maio de 2021

Entenda a importância dos exercícios unilaterais em seu treino

A maioria das pessoas ainda desconhece a necessidade de realização desses exercícios

Imagem: iStock

Gustavo disse que queria conversar comigo quando eu terminasse de atender uma aluna. Terminei minha aula e fui até ele. Gustavo me disse que estava sentindo algumas dores no joelho esquerdo havia duas semanas, e que não era a primeira vez. As dores, além de preocupá-lo e tirá-lo do futebol com os amigos, ainda gerava uma curiosidade: “Por que as dores são só no joelho esquerdo, André? O direito nunca dói.” Perguntei se Gustavo fazia exercícios unilaterais e ele disse que não sabia do que se tratava.

Fomos até a cantina da academia, pedimos um suco e fomos conversar. Dei uma olhada em seu programa de exercícios e realmente não havia nenhum exercício unilateral.

Quais são os benefícios dos exercícios unilaterais?

Entenda a importância de realizar exercícios unilaterais na academia
Imagem: Bojan89/iStock

A maioria das pessoas desconhece a necessidade de realização de exercícios unilaterais. Esses exercícios fazem com que um lado do corpo trabalhe em um momento diferente do outro, gerando um esforço mais concentrado da musculatura que está realizando o trabalho. Um exemplo é a cadeira extensora (aparelho muito comum nos programas de treinamento): realiza-se os movimentos de forma unilateral, primeiro com o lado esquerdo e, em seguida, com o direito.

Muitas pessoas poderão sentir, caso façam exercícios unilaterais, maiores dificuldades em um lado do corpo. Mesmo com a carga igual, quase sempre um lado terá mais dificuldade do que o outro. Mas por que isso acontece?

A explicação é que quase todos nós temos um lado do corpo mais forte do que o outro. Ao realizar uma avaliação em algum aluno, quase sempre verifico que, por exemplo, uma coxa apresenta maior diâmetro do que outra e quase sempre isso significa que esse lado tem maior nível de força.

Então, por um lado ser maior forte, ele irá predominar nos movimentos simultâneos, e o lado mais fraco ficará cada vez mais fraco. Isso vai fazer com que as articulações, tendões e ligamentos daquele lado sejam mais sobrecarregados e sofram mais com os movimentos (não apenas durante o treino como também no cotidiano).

Ajuste seu programa de treino

Ao ser constatado de que um lado do corpo tem menos força do que o outro, o lado mais fraco precisará treinar com mais volume (como por exemplo, maior número de repetições) e/ou maior intensidade (como por exemplo, maior carga) para que seu nível de força fique o maior próximo possível do que o outro. Desequilíbrios musculares podem ser a causa de muitas lesões.

Sendo assim, é super recomendável que as pessoas tenham, em seus programas de treinamento, exercícios unilaterais. Muitas aparelhos de musculação permitem a execução de movimentos de forma alternada e isso pode trazer grandes benefícios, tais como maior ganho de força e massa muscular e redução do risco de lesão.

Feitas algumas alterações no programa de Gustavo (que passou a ter 4 exercícios unilaterais visando ganho de força dos membros inferiores do lado esquerdo) suas dores desapareceram e ele pôde retornar ao futebol. 


André Messias
André Messias
Doutorando em Epidemiologia em Saúde Pública pela FioCruz, é mestre em Ciências Cardiovasculares pelo Instituto Nacional de Cardiologia, o professor e personal trainer André Messias tem como prioridade a saúde e a qualidade de vida. Ele acredita que as escolhas relacionadas ao estilo de vida, em especial à prática de exercícios físicos, são essenciais para nossa saúde física, mental e social. E que, portanto, cabe a todos nós uma reflexão de como estamos vivendo.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados