Faça uma busca
Sob os holofotes

Lana Rholdes entrega os cuidados de beleza e fala dos benefícios com o tratamento BioFAO

Acompanhe a rotina de beleza da incrível Lana Rholdes!

Escrito por:

Márcio Gomes

Redator
Fernanda Candido
Publicado em: Última atualização:

Pronta para entrar no ar na novela “Nos tempos do Imperador”, no próximo mês, Lana Rholdes conversou com a coluna e não faltaram assuntos. Ela contou o ritual de beleza que segue, sempre buscando o equilíbrio com alguns cuidados básicos.

“Uso bons hidratantes, bebo bastante água e tento me alimentar com ‘comida viva’ a maior parte do tempo. No dia a dia, quase não uso maquiagem e sou adepta das massagens faciais”, diz.

Perto de completar 35 anos (no próximo dia 29), Lana nunca recorreu a nenhuma intervenção estética. Para se cuidar, ela faz ioga (três vezes por semana), aulas de balé e ainda pratica corrida e bicicleta. “Eu me considero bem atlética”, conta. E completa: “Eu valorizo essa máquina incrível que é o nosso corpo, cheia de energia, veias e músculos; gosto de cuidar dela e me faz bem ver que está saudável e ativa”.

Seguidora do tratamento de BioFAO, com a doutora Andrea Paiva – que cuida de famosos como Angélica, Cauã e Mariana Goldfarb –, a atriz, que ama cozinhar (um dos seus hobbies), garante que esse tratamento trabalha a energia da Terra, em que a proposta é sempre pensar ao máximo sobre uma alimentação muito natural.

imagem: Fernanda Candido

De volta à TV

Carioca de coração, a atriz nasceu em Manoel Ribas, no Paraná, mas há 23 anos fixou residência no Rio de Janeiro e se encantou pela cidade. Namorada de André Hawk, fotógrafo e documentarista, ela é mãe da pequena Manuela, 12 anos – fruto do primeiro casamento, com Sérgio Knust. “Desde o falecimento dele, em 2018, tenho exercido a maternidade sozinha”, conta.

Há 23 anos se dedicando ao universo da dramaturgia, Lana afirma, com orgulho, ter muita alegria ao se lembrar da sua trajetória e de todos os trabalhos feitos até aqui.

“Comecei a trabalhar como atriz com a idade que minha filha está atualmente. O meu encanto com a profissão está no poder que todas as artes têm de transformar. Como canto, atuo e produzo dentro da Meduzza Filmes, acabo me apaixonando pelos resultados. Acredito no poder das criações coletivas. Amo atuar, porém, encanta-me também carregar o tripé para um amigo que está produzindo seu filme, peça ou clipe independente. Amo a arte”, diz.

Desde que começou a trabalhar na TV, no folhetim “Alta estação”, na Rede Record, aos 19 anos, Lana não parou mais, e colecionou personagens de sucesso como a Becky, de “Rebelde”. Agora, ela se prepara para entrar, no mês de outubro, no folhetim “Nos tempos do Imperador”, para dar vida a Elisa Lynch, uma irlandesa criada na Europa, que se casa e vai viver na África do Sul com o marido, que termina a união por carta e a envia de volta a Paris.

imagem: Fernanda Candido

“Imagina ser deixada pelo marido em 1800? Ela virou uma mulher separada numa sociedade patriarcal. Mas o seu destino muda porque, um dia, conhece Solano López, presidente do Paraguai, em Paris. Eles se apaixonam – existem registros de cartas lindíssimas trocadas entre os dois – e ela se muda com Solano para a América do Sul. Acompanha-o, inclusive, nos campos de batalha, articulada e inteligente. Os dois têm sete filhos, mas ela nunca foi oficialmente sua esposa. Apesar de, na trama, Elisa ser considerada uma vilã, já que vai estar contra Dom Pedro II e o Brasil, acredito que o público vai se apaixonar pela força desta mulher”, explica a atriz que está lendo a biografia de Elisa Lynch e “No caminho de Swann”, de Marcel Proust.

Além da novela, entre os próximos projetos de Lana estão levar o texto completo de “Tônia, a diva no espelho” para o teatro, em 2022, ano do centenário de Tônia Carrero.

imagem: Fernanda Candido