Faça uma busca
Sob os holofotes

Sílvia Pfeifer fala da paixão pela arte da confeitaria

Atriz compartilha o amor pela confeitaria e sobre carreira.

Escrito por:

Márcio Gomes

Redator
Sílvia Pfeifer
Divulgação
Publicado em: Última atualização:

Conhecida por diversos trabalhos na televisão, com sucessos em tramas como “Meu Bem Meu Mal”, “O Rei do Gado” e “Ouro Verde”, Sílvia Pfeifer tem arrasado também no mundo da confeitaria. Apaixonada pelo mundo do forno e fogão, em especial quando o assunto é doce, ela tem tocado o Atelier Pfeifer criando delícias de dar água na boca. No cardápio, maravilhas como Brownie do Atelier; Brownie de Nutella; Chiquita Gâteau, com castanhas, nozes, licor de laranja e vinho do Porto; e Bombom Funcional – feito com farinha de amêndoa e chocolate 80%.

“Antes, eu fazia tudo de forma experimental para dar para os amigos, familiares ou comer em casa. Veio a pandemia e a paralisação nos trabalhos, e pensei em outra forma de realização. E aí veio o Atelier Pfeifer, que não é um espaço físico. Recebemos as encomendas e entregamos em casa”, explica a atriz.

Leia também: Eliane Giardini fala do retorno à TV em “O Clone”

Cozinhar, sem dúvida, é uma terapia para atriz, que adora fazer os seus doces. “Embora, eu quase não os coma (risos). Mas eu sempre gostei de fazer doces e os oferecer como presente para pessoas queridas, amigos. É bom dar esses presentes para as pessoas”, diz.

Cuidadosa quando o assunto é alimentação, no dia a dia, estão presentes no cardápio da atriz fibras, frutas, legumes e hortaliças. De fora: fritura e carne vermelha – a preferência fica por frango orgânico ou peixe.
“Evito molhos e cremes, e quase não como comida pronta, prefiro as feitas em casa”, conta.

Novo trabalho

Em fase de preparação para a próxima novela da Record, “Reis”, a atriz conta que está empolgada com o novo trabalho.

“A equipe já começou a gravar, eu ainda não. Estou animada, trata-se de uma história vibrante, isso em todos os sentidos. Nunca fiz um trabalho de época na TV, está sendo uma delícia esse início de preparação da novela”, afirma.

No ar, no Globoplay, com a novela “O Rei do Gado”, Sílvia conta que o trabalho na trama de Benedito Ruy Barbosa foi um dos seus preferidos nesses mais de 30 anos de carreira.

“Continua sendo uma das novelas que mais gostei de trabalhar. Esse trabalho foi um divisor de água na minha carreira. Ela foi uma personagem dramática e, ao mesmo tempo, colorida. Tinha um figurino que chamava a atenção, assim como o apelo sensual na relação entre a Léia e o Ralf (Oscar Magrini). Foi um momento que solidifiquei o meu trabalho na TV”, releva a atriz.

Mãe de Nicholas e Emanuella Pfeifer, Sílvia se separou do empresário Nélson Chamma Filho, após 38 anos de união. À jornalista Patrícia Kogut, de O Globo, ela contou que foi um casamento maravilhoso, que construiu a vida inteira com ele e que os dois ficaram grandes amigos.