Sabendo usar o cartão de crédito ele pode ser um aliado no controle das contas. Ter crédito precisa ser um benefício e não uma furada. Mas, prefira os cartões de crédito que não possuem anuidade ou que isentam da cobrança de taxas conforme a sua utilização. Algumas administradoras dão isenção de anuidade se o titular tiver um gasto mínimo mensal ou se utilizar o cartão com uma frequência mínima.

Saiba como usar o seu cartão de crédito para administrar os vencimentos dos pagamentos e organizar as finanças:

1 – Calcule sua renda líquida

Salário (-) imposto e descontos em folha (=) renda líquida mensal

Esse é o valor que você tem para gastar no mês com despesas fixas e variáveis. As despesas variáveis com o cartão ao invés de pagar à vista, para pagar parcelando no cartão sem juros;

2 – Calcule todas as despesas fixas

Contas de luz, gás, água, condomínio, aluguel, telefone e internet, escola das crianças, remédios de uso continuo, alimentos, etc. Separe as despesas por data de vencimento. Serviços públicos (luz, gás e água) condomínio e aluguel costumam vencer até o dia 05 de cada mês. As demais despesas possuem datas flexíveis que você pode alterar entrando em contato com o fornecedor do serviço;

3 – Fixe para o cartão uma data posterior

Para evitar a concentração dos pagamentos no mesmo dia, procure utilizar o cartão de crédito para pagar as despesas que possuem datas flexíveis. Algumas contas podem ser pagas no cartão, mas podem ser taxadas pelo banco. Neste caso não vale a pena usar o cartão, a menos que no vencimento você não tenha dinheiro para pagar ou que essas taxas sejam muito baixas (até 2% do valor da conta);

Com essas dicas você ganha alguns dias para pagar as despesas, adiando o vencimento delas. Entretanto, se o cartão vence dia 15 e as demais contas fixas vencem dia 05, você ganhará 10 dias para pagar, sem custo adicional ou com custo abaixo do cheque especial. Se cada um da família recebe o salário em datas diferentes, o vencimento do cartão deve ser sempre posterior a última data de recebimento. Além disso, se você tem uma poupança procure fazer depósitos sempre em até dois dias antes da data do vencimento do cartão de crédito. Assim, se precisar usar a poupança para pagar o catão na data do vencimento, não perderá o rendimento do período.

Para melhor gestão da utilização do cartão de crédito, some todas as despesas fixas que pagará com o cartão com as despesas eventuais. Não gaste no cartão de crédito um valor acima deste total. Para este cálculo, considere também as proporções de comprometimento da renda que sugerimos em “Descubra o planejamento ideal para as suas finanças”.

Atenção !

Antes de parcelar compras no cartão, pergunte se haverá incidência de juros sobre as parcelas, e quanto sairá cada parcela neste caso. Prefira parcelar se não houver juros. Neste caso, você estará adiando o valor dos pagamentos de compras e ganhando prazo para pagar. Contudo, considere essa parcela no limite de gasto definido, que já estará comprometido neste valor no próximo mês. O segredo é não acumular parcelas acima de sua capacidade de pagamento mensal.

E lembre-se, sempre pague o total da fatura, nunca pague o mínimo! Além dos juros serem altos, eles colocam a perder todo o seu planejamento. Em emergências, prefira fazer o pagamento parcelado do cartão. Mas, se na data do vencimento do cartão não tiver saldo na conta corrente, compare os juros do crédito rotativo do cartão, cheque especial e do empréstimo pessoal. Porém, isso não pode se repetir todos os meses, ou você se tornará um endividado.

Use o cartão com consciência para adiar prazos de pagamento e não para se endividar.

Por Samasse Leal

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!