Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 10 de setembro de 2019

Pata-de-vaca: confira os benefícios para os diabéticos

Conheça um dos tratamentos mais populares para a prevenção do diabetes no Brasil.

Imagem: tycoon751/iStock

Popularmente conhecida como insulina vegetal, a pata-de-vaca é uma planta usada no tratamento de problemas associados ao diabetes. Seu nome peculiar advém do formato singular de suas folhas, que muito se assemelham a uma pata. 

Confira também: os benefícios do chá para sua saúde!

Comprovação científica

Essa propriedade tradicional tem sido comprovada em estudos farmacológicos que mostram o efeito hipoglicemiante de suas folhas em animais diabéticos. No resultados, notou-se que o consumo da pata-de-vaca, por ratos sadios, não alterou a glicemia. 

O povo costuma associar essa espécie e a outras com propriedades hipoglicemiantes no tratamento da diabete. Frequentemente, é combinado com carqueja, abajeru, casca de cajueiro e outras. Assim, agem de maneiras diferentes e complementares, com o intuito de combater com mais eficiência essa disfunção metabólica que afeta tantas pessoas. 

Veja mais: como Jennifer Nascimento superou o diabetes!

Propriedades da pata de vaca

A espécie contém flavonóides, terpenóides, esteróides, álcoois de cadeia longa, taninos, ácidos orgânicos, mucilagem, glicoproteína.

Como utilizar

A pata-de-vaca é mais comumente utilizada na forma de chás. Para isso, você deve usar 2 ou 3 g de folhas secas para cada xícara de água fervente, de 3 a 6 vezes por dia.

Mas além de sua forma líquida, também pode ser ingerida na forma de cápsulas.

Como a pata-de-vaca, outras plantas também possuem propriedades curativas incríveis. Descubra o poder da equinácia para a imunidade e como o alecrim pode melhorar sua memória!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados