Adotar o comportamento adequado à etiqueta do ambiente hospitalar pode fazer a diferença para uma recuperação mais rápida e tranquila. São regras bem simples que se seguidas à risca pode ajudar bastante. Listamos as 10 principais para que você tenha essas regras em mente antes de fazer uma visita hospitalar a um amigo ou parente internado. Confira!

dolgachov/iStock

3 – Contar histórias dramáticas envolvendo doenças

Não pega nada bem sair contando casos trágicos ou bizarros envolvendo doenças ou hospitais. “Não fale ao paciente que existem pessoas em pior estado, que tiveram sequelas ou que não sobreviveram”, adverte Anna Renault. Também não traga más notícias do mundo lá fora, seja a respeito de contas atrasadas, a demissão de alguém ou a guerra contra o terrorismo. “Não há nada que o paciente possa fazer a respeito dessas coisas estando numa cama de hospital. É o tipo de notícia que só irá deixá-lo mais chateado”, explica a psiquiatra Carole Lieberman.


hedgehog94/iStock

De acordo com a psicóloga Kate Cummins, assuntos que tragam felicidade, como os interesses pessoais do paciente, viagens e objetivos para depois da alta são bons tópicos de conversação. “Tente criar um momento em que o paciente possa relaxar e sentir-se tranquilo no ambiente hospitalar, focando sempre em sua recuperação”, recomenda Kate.


Mikumi/iStock

4 – Levar travesseiros ou cobertores

Todo hospital é um foco de microorganismos potencialmente causadores de doenças e, com certeza, você não quer levá-los para casa. “As roupas que você veste durante a visita hospitalar, bem como travesseiros, cobertores e roupas extras que possa levar, são recipientes nos quais os vírus podem se instalar para viajar até a sua casa”, explica Rebecca.


Vicheslav/iStock

“Isso pode colocar a sua família em risco e é o motivo pelo qual toda a roupa de cama do paciente deve ser fornecida e higienizada pelo hospital. Se o paciente desejar alguma peça extra, solicite à equipe de enfermagem”, recomenda a enfermeira.