Faça uma busca
|
Publicado em: 2 de agosto de 2021

Mudar de casa com os pets: como acostumá-los ao novo lar

Aprenda aqui como fazer mudança com seu animal de estimação e não perca nenhum detalhe importante para ele!

Imagem: damedeeso/iStock

Mudar de casa pode ser estressante para toda a família, inclusive para nossos animais. Em geral, os donos ficam
preocupados, sem saber como o animal vai lidar com a mudança e se ficará seguro quando chegar ao novo ambiente. Eis como facilitar a transição para todos, quando você precisar mudar de casa com os pets.

Leia também: Veterinária compartilha dicas de cuidado com os pets no inverno

Prepare as rotinas antes de mudar de casa com os pets

Como as pessoas, os animais gostam de rotina, e a mudança pode ser incômoda. Estabeleça uma antes de ir para a casa nova e siga-a quando chegar lá. Alimente seu animal à mesma hora todos os dias ou faça uma brincadeira especial com ele na hora marcada, para estabelecer uma rotina que crie expectativa no animal. Comece na casa antiga e continue depois da mudança. Assim, embora a casa seja outra, as rotinas agradáveis de comer e brincar serão as mesmas.

Hospedagem durante a mudança

Alguns animais ficam ansiosos quando surgem malas ou caixas ou quando há muita atividade. Se isso acontecer com
o seu, talvez seja bom hospedá-lo num hotelzinho alguns dias antes e depois da mudança. Dessa maneira, ele não
estará por perto quando o ambiente ficar um caos e chegará a um ambiente arrumado, com os objetos conhecidos.
Isso também impede o sumiço do gato antes que você o ponha na caixa de transporte.

Atualize as informações de contato

Mantenha em dia as informações relacionadas ao registro e ao chip do animal, se for o caso, ligando para as entidades competentes. Uma coleira com seu telefone também ajuda a encontrar o animal, caso ele fuja.

Quando chegar

É melhor confinar os gatos a poucos cômodos de cada vez. Quando estiverem à vontade, comendo e usando a caixinha de areia, aumente aos poucos o território, para que conheçam a casa toda. Também é melhor manter os gatos algumas semanas dentro de casa e só depois permitir que passeiem no jardim.

Sempre supervisione o bichano quando ele sair pela primeira vez, e programe a saída para pouco antes da refeição; assim, é mais provável que ele queira voltar para comer.

Comportamento ansioso

Estressado, o cão pode começar a latir ou o gato a miar em excesso e fazer suas necessidades no lugar errado. Alguns poucos animais se lambem em excesso, ficam destrutivos, agressivos, muito tímidos, escondem-se ou perdem o apetite por causa do estresse. Em geral, isso passa, mas, se seu bichinho continuar ansioso, talvez seja bom consultar o veterinário.

Transporte seu animal com segurança

  • Faça passeios de carro para treinar. Assim você se assegura de que o animal está familiarizado com o carro antes de uma viagem mais longa.
  • Confira se a guia ou a caixa de transporte do animal são seguras. Isso impedirá que ele saia do espaço adequado, levando perigo a quem dirige.
  • Alimente seu pet com refeições leves antes de pegar a estrada. A barriga cheia pode provocar enjoo.
  • Pare com frequência, na estrada e em praças, durante a viagem. Dar várias pausas para o bichinho andar reduzirá a probabilidade de acidentes.
  • Se no caminho você ficar na casa de amigos e parentes ou em hotéis, avise que está levando seu animal.

Por Dra. Katrina Warren

Katrina Warren é veterinária em Sydney, na Austrália. Apresentou vários programas de TV sobre animais de estimação na Austrália e no canal Animal Planet, dos Estados Unidos.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


Cadastre-se GRÁTIS para continuar lendo


Você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos

Já tem cadastro? Faça login aqui.

Já sou assinante da Revista Impressa

close