Faça uma busca
|
Publicado em: 30 de dezembro de 2021

Adriana Esteves fala sobre a reprise de “O Cravo e a Rosa” e a maternidade

Imagem: Globo/ Sergio Zalis

No ar com a reprise de “O Cravo e a Rosa”, Adriana Esteves não esconde que a trama de Walcyr Carrasco é uma das suas preferidas. É uma das novelas mais lindas de que já participei. Na época, eu tinha acabado de ter o meu primeiro filho, Felipe (fruto da relação com o ator Marco Ricca). Estava encantada com a maternidade, transformada por ela e absolutamente entusiasmada para trabalhar”, conta a atriz, que também é mãe de Vicente, da união com o ator Vladmir Brichta – que é pai de Agnes. “A Agnes é a minha filha mulher que veio pronta. Um presente do Vladimir (Brichta) para mim. A conheci bem pequena, com quatro aninhos. Desde lá, a nossa relação foi se construindo. Fui aprendendo a ser mãe dela. Todos nós, em grupo, aprendendo e crescendo juntos. Eu, ela, Vlad e os irmãos Felipe e Vicente”.

Leia também: Vannessa Gerbelli fala sobre sua carreira no teatro e na TV

Apaixonada pela maternidade, a atriz conta que no dia a dia o diálogo com os filhos é franco. Em casa não existem tabus. “Sou uma mãe apaixonada pela maternidade, que encaro como uma das funções mais sérias de um indivíduo. É a responsabilidade de educar, de transmitir valores, de encaminhar uma pessoa para o mundo, um mundo melhor. Minha relação com os meus filhos é franca. Somos abertos a todos os tipos de diálogos”, enfatiza.

Reprise de sucesso 

Com a referência da própria Catarina, de “A Megera Domada”, de William Shakespeare, Adriana conta que o autor Walcyr Carrasco foi fiel à obra. Para viver essa mulher feminista à frente do seu tempo, em pleno anos de 1920, além da referência da peça teatral, a atriz fez um vasto trabalho de pesquisa para poder entender a sociedade da época em que a trama é contada. “Foi encantador entender e falar de uma mulher à frente do seu tempo, representante do feminismo nos anos 1920”, destaca a atriz, ressaltando que até hoje as pessoas ainda a param nas ruas para falar sobre o seu trabalho na novela de época.

“Elas falam muito para mim curiosidades, como terem colocado o nome das filhas de Catarina. Ou por terem cortado o cabelo com o corte semelhante ao da personagem. Fora do país, especialmente Portugal, a novela foi um grande sucesso e até hoje é sempre lembrada”.

Com vários sucessos na carreira, Adriana sabe que outra personagem incrível em sua trajetória foi Carminha, de “Avenida Brasil”, trabalho que ela guarda um carinho especial. “A Carminha, sem dúvida, foi uma das personagens mais arrebatadoras de minha trajetória. A maneira como a novela “Avenida Brasil” foi recebida no Brasil e no mundo foi algo surpreendente. Essa novela e a personagem seguem comigo como um dos maiores presentes que já tive na vida”, finaliza. 

Márcio Gomes
Márcio Gomes
O carioca Márcio Gomes é apaixonado pelo jornalismo, tanto que o escolheu como profissão. Passou por diversas redações, já foi correspondente estrangeiro dos títulos da Editora Impala de Portugal, e editor na revista deBORDO. Escreveu para várias publicações como Capricho, Manchete,Desfile, Todateen, Seleções, Agência Estado/Estadão e outros. Márcio é “assim ó” com as celebridades, e agora toda semana convida uma delas para contar seus segredos de saúde e beleza – aqueles que nós, pobres mortais, também podemos adotar.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close