Faça uma busca


|
Publicado em: 2 de outubro de 2020

Aplicativo e-Título permitirá justificar voto pelo celular

Eleitores poderão utilizar app para justificar ausência às urnas nas Eleições 2020.

Imagem: Rasulovs/iStock

Ainda não é possível votar pela internet, mas justificar o voto nas Eleições 2020 vai ficar mais fácil. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou, na última quinta-feira (1), que eleitores poderão enviar a justificativa de ausência por meio do aplicativo e-Título, disponível para celulares e tablets.

Leia também: Voto pelo celular: EUA testam a tecnologia em eleições de Seattle

e-título permite justificar voto pelo celular
(Imagem: Divulgação)

O processo já existia no site do TSE, com o sistema Justifica. Com a atualização recente do app e-Título, eleitores só poderão realizar a justificativa após a eleição.

As Eleições 2020 acontecem nos dias 15 de novembro (1° turno) e 29 de novembro (2° turno), e é possível justificar a ausência para cada turno até 60 dias após seu acontecimento.

O aplicativo está disponível para Android na Google Play Store e para iPhone (iOS) na App Store.

Facilidades do e-Título

O e-Título funciona como um título de eleitor digital, e contém dados valiosos também para quem pretende votar nas próximas eleições. O app informa ao eleitor sobre o seu local de votação e status eleitoral.

Você pode usá-lo para substituir o título de papel no momento da votação, mas deve levar também um documento de identidade original com foto.

e-título permite justificar voto pelo celular
(Imagem: Divulgação)

Pelo aplicativo, também é possível emitir certidão de quitação eleitoral e nada consta sobre crimes eleitorais, além de fazer a autenticação de documentos.

Justificar o voto é obrigatório no Brasil, em caso de ausência às urnas. O cidadão que não puder comparecer à sua zona eleitoral durante o período de votação e não fizer uma justificativa perante ao TSE deverá pagar uma multa para regularizar sua situação.

Caso contrário, fica impossibilitado de participar de concursos públicos, tirar passaporte ou carteira de identidade, entre outras penalidades.

Ana Marques
Ana Marques
Jornalista formada pela UFRJ, Ana é entusiasta de tecnologia, dos dispositivos móveis e da inteligência artificial, mas também defensora das relações humanas e das conexões feitas por meio de encontros. Sua relação com a cobertura tecnológica teve início em 2016, no TechTudo, ainda como estagiária. Em 2018, passou a integrar a equipe de Conteúdo do comparador Zoom.com.br, onde foi editora de Mobile (Celulares, Tablets e Wearables) & Eletrônicos até agosto de 2020. Atualmente é autora no Tecnoblog.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados