Divertida, autêntica e com muita história para contar, o encontro com Deborah Secco sempre rende boas matérias e risadas. Aos 40 anos e com um corpo de dar inveja, ela brinca sobre o segredo para se manter sempre tão bem.

“É que eu tenho uma genética abençoada, juro! Não faço nada, principalmente para a pele. Não tenho tempo, ainda mais após o nascimento da Maria Flor”, diz.

De volta à atividade física, a atriz tem feito musculação, porém num ritmo cadenciado, nada de ir todos os dias para levantar pesos e fazer abdominais.

“Eu fiquei cinco anos sem malhar. Agora, vou duas vezes por semana para a academia, é o que tem dado para fazer. Depois que a minha filha nasceu, dei uma desacelerada. E, também, não consigo mais ter aquela rotina pesada, de ir todos os dias, não aguento”, entrega.

Ruiva poderosa

No ar, vivendo a divertida Alexia, em “Salve-se Quem Puder”, Deborah Secco teve que adotar um novo visual: ficou ruiva e com um cabelão comprido.

“Gostar não é mais uma possibilidade. Confesso que prefiro o curto, principalmente no verão. E voltar a usar esse cabelo grande, depois de tanto tempo com os ele curto, está sendo difícil. A cor eu adorei. Mas o cabelão gigante me cansa (risos). Eu coloquei um megahair, porque o meu cabelo está bem curto”, conta.

Confira 30 cortes de cabelo curto para arrasar no visual!

Uma nova vida

“Antes, a minha realização era toda no meu trabalho. Hoje está em casa, com a Maria Flor. Aqui (o trabalho), ficou com um peso menor em relação à cobrança”. Plena e feliz, Deborah Secco hoje prioriza a filha e brinca que será a primeira vez que a pequena irá a assistir na TV.

“Agora, com essa novela mais leve, divertida, a Maria vai poder ver a mamãe trabalhando. Será o máximo. Essa personagem veio no momento certo. Eu venho para cá (Estúdios Globo) para me divertir, fazer palhaçada”, afirma.

Sobre a personagem, ela conta que Alexia é doida, dramática, engraçada e tem duas compulsões: uma por comida e outra por homens.

“Isso a torna muito próxima de nós, mulheres, que estamos sempre preocupadas com essa questão da balança e que, às vezes, estragamos a vida por conta de boy mais ou menos.

Ela ama atuação, o universo de filmes e o teatro. E ainda tem uns bordões maravilhosos: ‘minha Nossa Senhora da banda larga’. Amo quando ela fala que se chama Alexia e que é o máximo. Não é à toa que o nome da personagem é Alexia Máximo (risos)”, explica.

Sucesso dentro e fora da TV

Com 32 anos de carreira e várias personagens marcantes, a atriz conta não ter grandes ambições além de atuar.

“O meu barato é poder dar vida às mulheres diferentes de mim. O poder me transformar nelas. Quero fazer isso até ficar velinha”, fala.

Questionada sobre o maior ensinamento que teve até hoje, após tantos anos trabalhando com televisão, teatro e cinema, autêntica, ela cita uma frase que escutou durante a gravação do filme “Bruna Surfistinha”.

“Teve uma frase na época da gravação do filme que eu levei para a vida. Uma garota de programa falou para mim: ‘Deborah, a gente não é como a gente quer ser. A gente é como a gente consegue ser’. E essa foi uma grande lição que aprendi e trouxe para a minha vida. As pessoas têm muitos julgamentos, falam que fulana está gorda, magra, com homem bom ou ruim. Mas está todo mundo dando o seu melhor e, nem sempre, o nosso melhor é o que a gente quer. Acho que precisamos ter mais compaixão com o melhor de cada um, de aceitar que temos defeitos, que pensamos diferente, e que já fizemos coisas que hoje não faríamos de novo. Estamos sempre aprendendo e evoluindo”, dispara.

E completa: “Eu não me arrependo de nada. Tudo o que fiz me tornou a mulher que sou hoje. Eu amadureci, aprendi com as lições que a vida me deu”.

Família feliz

Casada com Hugo Moura, Deborah Secco diz ter orgulho da família que construiu.

“Tenho um relacionamento que nem nos meus melhores sonhos poderia imaginar. Eu tenho um parceiro ao meu lado. Um cara que admira quem eu sou, com os meus erros e acertos, com as minhas qualidades e todos os meus defeitos. O meu maior acerto na vida é a minha filha, que veio pronta, dando-me aula. Sou grata e privilegiada. Na hora certa, tudo se encaixou e eu tive a família que sempre sonhei”, afirma a atriz, que pensa em ter mais filhos.

Yanna Lavigne fala sobre os desafios da maternidade

“Quero dar um irmãozinho para a Maria Flor, porém, em casa, nós temos um impasse porque desejo engravidar, ter o segundo filho. Mas o Hugo quer adotar, estamos negociando”.

Acessível, de verdade, ela foge daquele rótulo de celebridade inatingível. Pelo contrário! Sempre trata a imprensa e os fãs com muito carinho e respeito. E, autêntica, fala o que pensa.

“Pago um preço alto por ser verdadeira. Mas essa sou eu. Às vezes, algumas pessoas brigam comigo, dizendo que tenho que falar menos, mas não consigo. Amo ser transparente. Claro que não sou perfeita, erro ‘pra caramba’. E ouço o público que tem essa relação linda comigo. Eles me viram crescer na TV, acompanharam uma vida. E esse é um dos motivos desse carinho todo e o de eu estar aqui”, finaliza.

Márcio Gomes
Márcio Gomes
O carioca Márcio Gomes é apaixonado pelo jornalismo, tanto que o escolheu como profissão. Passou por diversas redações, já foi correspondente estrangeiro dos títulos da Editora Impala de Portugal, e editor na revista deBORDO. Escreveu para várias publicações como Capricho, Manchete,Desfile, Todateen, Seleções, Agência Estado/Estadão e outros. Márcio é “assim ó” com as celebridades, e agora toda semana convida uma delas para contar seus segredos de saúde e beleza – aqueles que nós, pobres mortais, também podemos adotar.