Faça uma busca
|
Publicado em: 12 de junho de 2021

Estudos apontam que a Covid-19 pode causar diabetes

O SARS-CoV-2 seria responsável por contaminar e se multiplicar nas células beta do pâncreas.

Imagem: AltoClassic/iStock

Dois estudos apoiados pela National Institutes of Health, dos Estados Unidos, apontam que a infecção pelo Coronavírus pode estar relacionado ao aumento de casos de diabetes. As pesquisas apontam que isso se deve ao fato de que o vírus causador da Covid-19 estaria atacando as células beta do pâncreas e se multiplicando, prejudicando a produção de insulina e, consequentemente, causando diabetes no pós infecção. Um dos estudos foi comandado por Peter Jackson, da Escola de Medicina da Universidade de Stanford, e o segundo estudo por Shuibing Chen, da Weill Cornell Medicine, de Nova York. 

Leia também: A vacina ButanVac tem testes clínicos em humanos autorizados pela Anvisa

O Diabetes tipo 1 acontece quando as células do pâncreas não conseguem produzir insulina suficiente para metabolizar os alimentos após uma refeição, deixando maior o nível de glicose na corrente sanguínea. Os estudos mostram que após uma infecção por Covid-19, essas células se infectam e este vírus faz com que as células infectadas se multipliquem e parem de funcionar da maneira correta, levando à um quadro diabético. 

Como foram realizados os estudos?

Células do Coronavírus
A infecção por coronavírus pode causar diabetes tipo 1. (Imagem: Peterschreiber.media/iStock)

Os estudos foram realizados através de autópsias feitas em pessoas que morreram por conta da Covid-19. Nos tecidos autopsiados foram encontrados sinais do coronavírus e ambas as equipes chegaram à conclusão de que a infecção por coronavírus reduz a produção e liberação de insulina. 

O Sars-Cov-2 causa uma modificação nas ilhotas pancreáticas, onde ficam as células beta, e com isso faz com que elas deixem de cumprir sua função. Os estudos mostram que há uma preferência pela infecção das células betas pancreáticas. A solução proposta pelos cientistas é o bloqueio da proteína NRP1, responsável pela entrada do vírus causador da Covid-19 nas células pancreáticas. 

Os estudos mostram também que o vírus não apenas infecta as células betas como também faz com que as células sobreviventes passem por uma espécie de reprogramação. A pesquisa de Chen analisou algumas células sobreviventes e constatou que elas passaram por um processo de transdiferenciação, causando o entendimento de que elas poderiam ter sido reprogramadas. Com isso, elas estão produzindo menos insulina e mais glucagon, hormônio que estimula o glicogênio no fígado a ser dividido em glicose. 

As consequências dessa transdiferenciação, no entanto, ainda não são claras. O que se sabe é que elas podem piorar o quadro de produção de insulina e aumentar os níveis de glicose no sangue. O que os cientistas propõem é a utilização de um químico que é utilizado para reduzir a resposta celular ao estresse. Mais estudos ainda precisam ser feitos para analisar a forma como o Covid-19 atinge o pâncreas e como o sistema imunológico pode contribuir para a melhora do quadro. 

Fonte: NIH Director’s Blog

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados