Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 1 de janeiro de 2021

Transparente como vidro

Forte, mas quebradiço, o vidro inspira artistas e grandes construtores

Imagem: Reader's Digest

A cor da fachada em favos de mel da Sala de Concertos e Centro de Congressos Harpa, em Reikjavik, depende do sol e do ponto de vista do observador. O lado sul do prédio consiste em mais de mil elementos de vidro com efeito furta-cor.

Assim, só determinados comprimentos de onda da luz passam, e todos os outros são refletidos, fazendo com que este prédio na Islândia cintile de forma espetacular ao sol.

Esses abetos, pinhos-alemães, faias, pinheiros e choupos são portentosos, mas decorativos. Na Floresta da Baviera, perto de Regen, na Alemanha, suas folhas não farfalham nem seus galhos se curvam com o vento mais forte.

As mais de 30 árvores são feitas de folhas de 8 milímetros de espessura de vidro plano verde, azul e marrom, com até 8 metros de altura.

Um mar de flores enfeita o teto do saguão de entrada do Bellagio, famoso
hotel e cassino de Las Vegas. O esplendor colorido consiste em 2 mil flores de vidro soprado, ali dispostas em 1998 pelo artista Dale Chihuly.

As flores são de vidro de Murano, famoso pela produção elaborada e pelas cores vivas. Esta extraordinária obra de arte de aparência leve e delicada pesa quase 20 toneladas!

Vidro que deixa a luz passar mas também gera energia? A fachada do Centro de Convenções SwissTech, em Lausanne, Suíça, é revestida de células solares sensibilizadas por corante, o chamado “vidro fotovoltaico orgânico”.

Ele produz e armazena eletricidade por um processo de fotossíntese artificial. Assim, além de deixar a luz entrar, a fachada de vidro também atende à necessidade de energia do prédio.

Só os bravos põem o pé no Cabo Girão, uma das atrações turísticas mais populares da Ilha da Madeira. Os que ousam pisar no vidro maciço do chão flutuam acima de um dos penhascos mais altos da Europa, 580 metros acima do nível do mar. Nada impede a visão das profundezas.

Tudeley, na Grã-Bretanha, tem a única igreja cujos vitrais foram projetados pelo famoso pintor russo Marc Chagall. Encomendados a princípio para uma única janela, o artista decidiu projetar todas as outras quando fez uma visita à Igreja de Todos os Santos.

Um sapatinho de cristal deu sorte – e um príncipe – para Cinderela. Mas em Chiayi, Taiwan, pode-se até se casar dentro de um deles! A igreja em forma de sapato é construída com cerca de 300 painéis de vidro azulado, que se elevam a espantosos 17 metros de altura e 10 de largura.

por Cornelia Kumfert

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados