É comum acreditar que para equilibrar as contas e guardar dinheiro é preciso muito esforço ou conhecimentos específicos. Mas não é bem assim. Com um pouco de disciplina e autocontrole (que você pode desenvolver), você vai poder sair do vermelho e ainda guardar um dinheirinho. A seguir, algumas dicas que podem ajudar você a aprender como guardar dinheiro.

Primeiros passos para sair do vermelho

O pontapé inicial é imbuir-se da disposição para se organizar e mudar os hábitos. O segundo passo é conhecer as próprias ambições, desejos e preferências. É preciso definir com clareza seus objetivos para saber qual o melhor caminho para alcançá-los. Uma boa medida é escrever seus objetivos. Isso vai lhe dar uma visão mais clara deles.

Instrumento básico: planilha de gastos

A etapa seguinte é consenso entre consultores: montar uma planilha de gastos que contenha todas as despesas – fixas e extras. Há várias formas de fazer esse planejamento, desde aplicativos complexos até a tradicional caderneta de anotações.

Feita a planilha, é importante atualizá-la com frequência e rigor. É preciso contabilizar tudo, ao menos uma vez por semana. É fácil se perder só fazendo as contas no fim do mês.

É por meio dessas anotações que vemos onde estamos gastando demais e onde podemos economizar.

Como guardar dinheiro: mudando o comportamento

Por fim, vem o momento de mudar o comportamento em relação ao dinheiro e exercitar a disciplina para ficar sempre dentro dos gastos previstos.

A economia pode ser feita com pequenas atitudes, como controlar o dinheiro que levamos na carteira, por exemplo. Gastos regulares como um cafezinho e uma fatia de bolo no caminho do trabalho podem significar grandes quantias no fim do mês.

É possível reduzir as despesas com alimentação apenas se controlando para seguir fielmente a lista de compras no supermercado e evitar a compra de guloseimas pouco saudáveis.

Além disso, devemos evitar gastar com aquelas compras feitas por impulso, das quais nos arrependemos depois. A melhor estratégia para isso é esquecer o conceito de “guardar o que sobrar” e reservar o valor a ser guardado assim que se recebe o salário.

Economizar não significa tornar-se avarento e deixar de se divertir, apenas ter controle, o que levará a mais tranquilidade a longo prazo. Ao juntar uma boa quantia pode-se comprar à vista com desconto um objeto de desejo ou ainda investir em alguma aplicação e aumentar seu patrimônio.

Mas atenção: o planejamento do orçamento tem pouca eficácia se você não mudar o comportamento. Sair do vermelho e passar a guardar dinheiro é como fazer dieta: disposição e disciplina são fundamentais.

E, quando sua vida financeira já estiver sob controle, que tal começar a investir?