Você não precisa ter muito dinheiro sobrando para começar a investir. Para entender como investir dinheiro, você deve começar com alguns passos simples: multiplique o que você já tem, comece devagar, tenha disciplina e persistência. Muitos investimentos disponíveis requerem valores iniciais baixos, como Tesouro Direto e Fundos de Renda Fixa. Para poupança não há valor mínimo.

Muitas pessoas tendem a falhar nas primeiras tentativas. Isso acontece principalmente porque elas não investiram em informação em primeiro lugar. Por esse motivo, se você quer entender melhor como investir dinheiro, deve começar a entender melhor como funciona essa forma diferente de conseguir seus rendimentos.

Para fazer o dinheiro render, comece seguindo dicas básicas (Foto: bee32/iStock)

Confira 3 passos para entender como investir dinheiro e multiplicá-lo em 2019:

1. Conheça o seu perfil de investidor

Faça uma breve reflexão: que tipos de investimentos você deseja fazer? Entender mais sobre você mesmo e o que você deseja no mercado de ações é essencial para não fazer apostas erradas.

Assine nosso conteúdo exclusivo

Qualquer investimento, por mais seguro que pareça, está sujeito a riscos. Você deve, em primeiro lugar, saber quais riscos você pode admitir, e quanto você pode investir antes de começar. Em seguida, faça uma breve pesquisa no mercado e entenda quais investimentos são mais compatíveis com você.

2. Adote um método

Escolher um método de investimento é essencial tanto para o investidor iniciante como também para os experientes. E um dos melhores métodos para começar chama-se alocação de ativos.

Na alocação de ativos, o investidor procura configurar a sua carteira de investimentos de uma forma bastante simples. Cada investimento rentável deve compensar outros que não sejam tanto assim. Dessa forma, o investidor consegue manter uma rentabilidade estável analisando os ativos em sua carteira.

3. Não tenha medo

Muitas pessoas desistem antes mesmo de tentar investir. Isso porque é comum entre os iniciantes que haja um certo receio de perder tudo ou ser enganado.

Entretanto, se você quiser entender como realizar investimentos financeiros, deve perder sua hesitação. E, por incrível que pareça, esse é um ponto importante! Enxergar as coisas de um ponto de vista é essencial para começar a entender como investir dinheiro.

É claro que o mercado financeiro baseia-se em muitos outros fatores. Mas o otimismo e a ousadia fazem diferença para o investidor iniciante.

4. Encerre suas dívidas e comece a juntar

Quite todas as suas dívidas e junte dinheiro. Os juros cobrados por dívidas costumam ser mais altos do que os juros pagos nos investimentos. Então não adianta fazer um investimento se você tem um empréstimo no banco ou outro tipo de dívida pendente!

Com as dívidas pagas, mantenha a disciplina para acumular algum valor. Você pode começar a guardar dinheiro numa poupança a partir de R$10,00 (se precisar abrir uma primeira conta, se já tiver uma caderneta de poupança aberta, pode investir qualquer valor a partir de R$1,00).

Veja também: descubra como investir no Tesouro Direto sem complicações

No Tesouro Direto com apenas R$ 30,00 você já pode investir comprando frações de títulos (você define exatamente quanto quer investir).

No CDB em geral não é exigido valor mínimo, mas é necessário consultar seu banco. Para investir em Fundos de Renda Fixa também é necessário consultar seu banco sobre os valores mínimos, mas em regra é possível investir a partir de R$ 100,00.

5. Corte gastos e invista o que sobrar

Corte gastos não essenciais e reverta os valores em investimentos. A economia com aquele chocolate na hora do lanche começa a fazer sentido nesse momento! Se as contas estão equilibradas, não é difícil guardar R$ 30,00 por mês, não é verdade? Comece com as alternativas mais acessíveis e simples como poupança e CDB.

Você pode fazer as operações através do internetbanking ou aplicativos do seu banco no celular. Leia todas as informações disponíveis, considere as taxas de administração (2% para qualquer investimento já é considerada alta), e impostos (IR pode ser regressivo conforme o tempo do investimento e IOF).

Veja também: como começar o ano no azul evitando as despesas

Consultar o seu gerente é muito importante se você não se sente seguro para começar sozinho, mas fuja das ofertas que certamente ele fará visando bater metas de vendas. Deixe claro que seu objetivo é iniciar um investimento de baixo custo, e não contratar um seguro, um título de capitalização (mero sorteio) ou fazer uma previdência privada (plano para aposentadoria). Esses produtos podem ser interessantes num próximo momento, mas implicam em assumir custos fixos mensais.

Para investir na poupança, CDB, Fundo de Renda Fixa e demais produtos bancários é necessário apenas ter uma conta corrente. Para investir em Ações de empresas (Bolsa de valores) e no Tesouro Direto (comprar título públicos) é necessário se cadastrar em uma corretora de valores. No site do Banco Central do Brasil você encontra informações sobre o Tesouro Direto e corretoras e, no site da B3 você encontra informações sobre Ações.

6. Aumente seus investimentos aos poucos

Aumente seus investimentos gradativamente e comece a diversificar sua carteira, ou seja, reverta parte do dinheiro já acumulado para novos investimentos que tenham rendimentos maiores.

Você deverá preencher um formulário para definição de perfil de investidor, para saber como você enxerga os riscos e quanto quer se expor a eles. Seu perfil pode ser conservador (risco baixo com retornos menores – prefere poupança e renda fixa), moderado (risco médio – escolhe fundo de investimentos em ações) ou arrojado (maior retorno, porém com alto risco de perda – investe em ações e derivativos de ações).

 

Por Samasse Leal

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!