Existem 04 maneiras diferentes de lucrar com ações, por isso muitos especialistas em economia e finanças dizem que você pode ficar rico comprando ações. E nós explicamos para você como isso é possível!

4 maneiras de lucrar com ações

1 – Negociação das ações

Essa é a forma mais conhecida de lucrar com ações apostando na valorização delas. Neste caso, você – investidor – fica de olho na cotação das ações no mercado de valores mobiliários; ou seja, na bolsa de valores, que hoje tem o nome de B3. Quando o valor da ação de uma empresa está baixo você compra. Espera ela ter uma valorização passando a ser negociada por um valor maior do que aquele que você pagou para comprá-la, então você a vende, obtendo um lucro que é tributado pelo imposto de renda em 15%.

2 – Pagamento de dividendos

Nesta primeira modalidade de rendimento que as ações podem pagar, se a empresa tiver lucro decorrente da sua atividade num determinado período, que em geral é de 01 ano, você receberá uma parte desse lucro através do pagamento de dividendos aos acionistas, que é calculado por ação. Esse rendimento é isento de Imposto de Renda. Em alguns casos as empresas podem pagar dividendos semestrais.

Leia também: Ações e investimentos: atenção ao escolher o corretor

3 – Pagamento dos juros sobre o capital próprio (jscp)

Nesta segunda modalidade de rendimento que as ações podem pagar, esse ganho se refere aos juros pagos sobre o valor que você investiu na empresa quando comprou as ações. Ou seja, em tese, não depende da atividade da empresa ter gerado um lucro. Porém, quando uma empresa não apresenta lucros num determinado período, em geral isso é medido anualmente, para garantir a continuidade do negócio, as regras contábeis determinam que a empresa não pague este rendimento aos acionistas. Assim, os jscp só são pagos após a empresa compensar todo o prejuízo acumulado de exercícios anteriores. Quando ela voltar a ter lucro, os valores podem ser pagos. Este rendimento é tributado em imposto de renda na fonte.

Assim, se você compra ações de uma empresa pagando R$10,00 por ação, recebe R$0,50 por ação de dividendos e mais R$0,50 por ação a título de juros sobre o capital próprio, e vende as ações por R$12,00 a unidade, lucrou R$3,00 por ação, e teve um lucro de 30% do investimento. Se por outro lado você decide manter essas ações na sua carteira recebendo R$1,00 por ação ao ano de rendimento (dividendos + jscp), você assegura uma renda anual de 10% sobre o seu investimento.

Confira também: 6 erros comuns ao investir em ações e como evitá-los

Há ainda outra opção de rentabilidade para quem não quer vender ações de uma empresa lucrativa, mesmo se a cotação estiver em baixa:

4 – Aluguel de ações

Essa opção é interessante quando as ações estão em baixa, ou seja, com a cotação abaixo do valor de compra ou do valor de mercado.

  • Você possui ações de uma empresa que estão desvalorizadas e não quer vendê-las para não assumir um prejuízo ou porque espera que o valor delas volte a subir. Então pode ganhar algum dinheiro alugando para terceiros, no mercado de valores mobiliários. Neste caso você será um Doador de ações e receberá um valor fixo (uma taxa) definido na operação de aluguel. Essa taxa é proporcional ao número de dias que as ações ficam alugadas, em geral são 30 dias. Como você ainda é o dono das ações, continua recebendo os proventos delas, como dividendos e jscp;
  • Você aluga ações de um acionista de uma empresa. Neste caso você será um Tomador. Como o valor das ações está caindo, então o Tomador aluga a um valor baixo pagando uma taxa baixa, e vende as ações. Ao final do prazo do aluguel recompra as ações por um valor ainda menor, e lucra com essa diferença. Em ambos os casos há incidência de importo de renda sobre o valor do lucro, a uma alíquota de 15%.

Pesquise as Companhias Listadas no site da B3 (clique aqui para acessar) e descubra quais delas deram lucro nos último 10 anos, mesmo que as ações não possuam grande liquidez (volume alto de negociação). Empresas lucrativas que pagam dividendos e jscp todos os anos, além de outros proventos eventuais como bonificações, podem assegurar uma renda anual interessante na composição da sua carteira de investimentos.

Por Samasse Leal

Quer ver mais dicas de economia? Veja a nossa seção de economia e divirta-se!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!