Com a crise, muitas pessoas ficaram desempregadas e estão investindo e abrindo pequenos negócios. Se você tem uma boa ideia, ou algum talento, mas não tem muito dinheiro para empreender, não desanime. É possível iniciar o seu próprio negócio de diversas maneiras, até com pouco dinheiro. Hoje em dia algumas instituições oferecem cursos e consultoria de graça para quem deseja ser dono de uma empresa ou profissionalizar o trabalho que já desenvolve e, claro, aumentar a renda mensal. Esse é o seu caso? Então, fique atento às nossas dicas e descubra como montar seu próprio negócio com disciplina, disposição e informação.

Que tal ser um MEI?

Atualmente, existem algumas facilidades para quem precisa formalizar o seu ofício. Se você fatura até R$ 81 mil por ano com seu negócio saiba que é possível se tornar um Microempreendedor Individual (MEI). Com esse registro você terá um CNPJ que te permitirá ter:

  • Até um funcionário;
  • Emitir nota fiscal;
  • Ter conta bancária e pegar empréstimo como pessoa jurídica.

Tudo isso pagando uma taxa mensal de aproximadamente R$ 50,00 que é reajustada todo ano.

Para se tornar um MEI basta entrar no site: www.portaldoempreendedor.gov.br , conferir na Lista de atividades permitidas se o seu trabalho se enquadra em alguma delas e fazer o seu cadastro on-line. Nesse site você encontra todas as informações sobre esse modelo de microempresa e tira as suas dúvidas. Não perca tempo!

Como montar seu próprio negócio com pouco dinheiro

Algumas das grandes empresas presentes hoje no mercado nasceram com pouca infraestrutura. Graças aos avanços tecnológicos, hoje já é possível encontrar em páginas na internet informações sobre como começar um empreendimento. Sites como do Sebrae disponibilizam treinamentos, consultorias e formação gratuitamente. Você precisa apenas acessar e descobrir o que mais se adequa à sua necessidade. Além disso, algumas dicas podem te ajudar a facilitar a criação do seu negócio próprio. Anota aí:

Procure os seus contatos

Todo mundo conhece alguém especialista em algo que pode resolver algum problema. Parece meio abstrato mas na prática essas relações podem te ajudar a resolver vários problemas. Então, busque na sua lista de clientes e fornecedores alguém que possa dar aquele empurrãozinho que você tanto precisa para a sua empresa decolar.

Tente atuar em todas as áreas

Como todo início de projeto é um momento de despesas limitadas, seja uma espécie de faz-tudo. Ou seja, não tenha gastos contratando especialistas para cada setor. Se organize e procure informações para que tudo funcione em harmonia e com poucos gastos.

Aprenda sobre administração e, antes de qualquer coisa, planeje

Para abrir um negócio, por menor que ele seja, é preciso fazer uma pesquisa de mercado: analisar o local onde você pretende abrir seu estabelecimento, as necessidades do seu público-alvo e os preços praticados na área. Não é necessário desenvolver um negócio totalmente diferente, mas se empenhe em se diferenciar  da concorrência.

Além disso, é fundamental saber todos os custos que a sua operação terá, inclusive os ocultos. Por exemplo, se a sua ideia é começar um negócio de venda de brownies, além dos custos óbvios com os ingredientes, também é preciso colocar na planilha os valores referentes ao transporte dos produtos até os locais de venda, consumo de eletricidade e gás de cozinha, embalagens, etc.

Veja também: Controle sua renda com uma planilha de gastos.

Sites úteis

Seguindo nossas dicas de como montar seu próprio negócio e visitando os sites abaixo você estará mais próximo do sucesso da sua empresa. Esteja sempre atualizado e informado sobre a sua área de trabalho e mãos à obra!

EAD Sebrae – https://www.ead.sebrae.com.br/
Começar bem – http://www.sebrae.com.br/
Rede Mulher Empreendedora – http://www.redemulherempreendedora.com.br/