Nem sempre conseguimos calcular o quanto vamos gastar com alimentação em viagens internacionais. Às vezes, durante a viagem, ficamos sem muitas opções e acabamos comendo em lugares caros. Além disso, nem sempre é fácil identificar qual é o melhor lugar para comer e que tipo de comida devemos evitar. Mas não se preocupe. Com essas 5 dicas você aprenderá alguns truques para comer bem sem sair do orçamento. Confira!

Mantenha-se atento

Procure escolher alimentos recém-prepara­dos e, de preferência, bem quentes quando comer fora em países onde a higiene alimentar é precária. Jamais coma carne, peixe ou moluscos crus ou semi­crus, nem mesmo se forem iguarias locais. Em lugares onde se pode visitar a cozinha, dê uma olhada e não tenha pudores de ir embora se não gostar do que viu. Tendo cuidado extra ao selecionar sua comida e bebida enquanto estiver no exterior, você poderá reduzir significativamente a chance de passar mal.

Faça uma lista de “proibidos”

Em alguns países, por melhor que seja a aparência de alguns pratos ou por mais que os habitantes locais os saboreiem e os recomendem a você, é mais seguro e sensato fazer uma lista de alimentos que devem ser evitados e certificar-se de não os comer:

  • Laticínios e ovos – Evite leite não pasteurizado, sorvetes e iogurtes de fontes duvidosas. Jamais coma ovos crus ou levemente cozidos, ou seja, nada de maionese, molho holandês, musses ou ovos quentes. E tenha cuidado com omeletes – verifique se estão bem cozidas.
  • Frutas e hortaliças – Coma hortaliças apenas se tiverem ido ao fogo e frutas cozidas e descascadas. Evite saladas e frutas não descascadas.
  • Comida de rua – Não compre lanches na rua ou de barracas de feira, por mais tentadores que possam parecer.
  • Água – A não ser que você tenha 100% de certeza de que a água de torneira é segura para beber, opte pela água engarrafada – até mesmo para escovar os dentes. Sempre verifique se o lacre da garrafa está intacto e, nos restaurantes, certifique-se de que viu o garçom quebrá-lo quando a garrafa for trazida à mesa. É mais seguro pedir água com gás, pois do contrário a garrafa pode ser preenchida com água da torneira. Evite gelo nas bebidas.

Siga a multidão

Se um restaurante nunca está cheio – nem mesmo nos horários de pico –, provavelmente há um bom motivo. Ele é limpo? A comida está coberta? Peça recomendações de outros turistas e de guias e sempre siga os seus instintos.

Assine nosso conteúdo exclusivo

Saia para almoçar

Se você quiser saborear uma refeição especial num restaurante de primeira linha quando estiver viajando, vá na hora do almoço. Muitos estabelecimentos oferecem uma seleção dos mesmos pratos do jantar nesse horário por um preço mais razoável do que à noite.

Coma ao ar livre

Secretarias e empresas de turismo podem estimulá-lo a fazer todas as refeições em restaurantes quando você estiver longe de casa. Mas você pode esticar o dinheiro da viagem fazendo pequenas refeições. Uma ida aos mercados da região poderá lhe prover de alimentos mais saudáveis e baratos, além de lhe proporcionar algumas aventuras especiais. Compre uma seleção de produtos frescos locais – pães, queijos, patês, frutas (não se esqueça de descascá-las) –, encontre um lugarzinho especialmente pitoresco, sente-se e curta as suas férias.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!