A Receita Federal recebeu pouco mais de 28 milhões de Declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física 2019. A expectativa era de que fossem entregas 30,5 milhões de arquivos até o dia 30 de abril. Mas se você declarou o seu IR 2019 no prazo, agora é hora de saber quando você receberá a sua restituição!

As pessoas que entregaram por último a declaração serão as últimas a receberem a restituição do imposto. Isso porque, a restituição segue a ordem de entrega: quem envia primeiro, recebe primeiro.

Quem tem direito a receber a restituição do IR?

Tem direito a receber uma devolução de imposto quem pagou mais do que deveria, ao longo do ano. Seja porque teve mais desconto em folha do que deveria, seja porque tem direito a abatimento de imposto. Assim, quem pagou um percentual acima daquele previsto para a sua renda, terá direito à restituição. Veja a tabela do IR, que não é atualizada desde 2015:

Por exemplo, quem recebe entre R$1.903,99 e R$ 2.826,65 e teve desconto mensal maior do que 7,5% da renda, terá direito à  restituição.

Turma da Mônica e Corpo Humano

Não fique para trás, consulte o Calendário de pagamentos!

O Governo Federal define as datas para a Receita devolver aos contribuintes o imposto pago a mais todos os anos. O Calendário de Restituição de 2019 foi divulgado em 26 de março no site da Receita Federal. Veja abaixo:

  • 1º Lote: 17/06/2019
  • 2º Lote: 15/07/2019
  • 3º Lote: 15/08/2019
  • 4º Lote: 16/09/2019
  • 5º Lote: 15/10/2019
  • 6º Lote: 18/11/2019
  • 7º Lote: 16/12/2019

Tem prioridade no recebimento os aposentados, professores e pessoas portadoras de doenças graves. Essa devolução é feita por deposito nas contas correntes informadas pelos contribuintes no programa da Receita para envio da Declaração.

Atenção ao informar os dados bancários

Se estiverem errados ou a conta for encerrada antes do pagamento da restituição, ela não será depositada. Se você perceber que digitou algum número errado, ou fechou a conta, pode apresentar uma Declaração Retificadora corrigindo esses dados. Acesse o mesmo programa que você fez a sua declaração e selecione a opção para envio da Retificadora. O contribuinte também poderá solicitar o pagamento no Banco do Brasil, tendo de comparecer a uma agência.

Os valores devolvidos são corrigidos

Os valores a serem devolvidos serão corrigidos pela taxa Selic vigente na data da devolução. Atualmente a Taxa Selic é 6,5% ao ano. Essa correção aplicada ao valor a ser restituído é bastante vantajosa se comparada a muitos investimentos. Por exemplo, a Poupança rende em media 70% da Selic. Muitos investimentos em CDB de grandes bancos rendem 80% do CDI (que e um índice bem próximo da Selic). Então, se você não tiver pressa para receber a sua restituição, vale a pena receber nos últimos lotes, com correção.

Descubra quando sua restituição estiver disponível

Também é possível consultar a liberação do pagamento no site da Receita informando o numero do CPF e a data de nascimento no site da Receita Federal. Clique aqui e confira!

Veja o passo a passo no artigo Tudo sobre imposto de renda acompanhe a declaração.

POR SAMASSE LEAL

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!