Quem contrata um seguro de carro quer ter a certeza de que vai receber uma indenização pela perda ou pelo dano do bem. As seguradoras negociam com base em cálculos que analisam os riscos dos bens serem destruídos ou danificados. Assim, elas podem fixar um valor pelo seguro (prêmio) que seja suficiente para pagar as indenizações, arcar com seus custos e ainda garantir seu lucro.
Continue a leitura e saiba como funciona o seguro de automóveis para fazer o melhor negócio!

No seguro de carro, são levadas em conta, principalmente:

  • Características do bem (modelo, ano, potência do motor, estado de conservação, custo de reposição de peças, blindagem, entre outras);
  • Características do motorista (sexo, idade, se tem filhos, há quanto tempo possui carteira, se é utilizado para o trabalho, a frequência de uso etc.);
  • Características do local onde o carro circula.
Esse último aspecto é o que vem afetando mais os valores dos prêmios dos seguros recentemente. E, em alguns casos, pode ocasionar até a recusa da cobertura pelas seguradoras. Sim, a seguradora não é obrigada a cobrir os riscos: ela pode se recusar a vender um seguro para você!
Quando o Código Nacional de Trânsito aumenta as penalidades para excesso de velocidade e embriaguez, por exemplo, os valores dos seguros de carros tendem a cair. Isso acontece porque são fatos que reduzem os riscos. Em alguns estados, com as blitz de Lei Seca, essa redução do preço do seguro de carro foi percebida. Já nos bairros em que há maior do índice de furtos e roubos de veículo, os preços dos seguros aumentam. Com os modelos de carros que são mais roubados acontece o mesmo.

Cuidado: não dê informações falsas!

Para contratar o seguro, o motorista precisa preencher um formulário informando os dados mencionados. Com essas informações, a seguradora vai informar se cobre ou não o risco. Daí, ela dirá se aceita vender o seguro para você. Se as informações prestadas não forem verdadeiras a cobertura pode ser recusada, sem direito a reembolso. Isso porque você terá cometido uma fraude contra o seguro de carro. A empresa terá considerado um risco diferente do real para o cálculo do prêmio.

Peça cotação para toda a família

Motoristas que possuem garagem, filhos, não foram multados por excesso de velocidade, tem mais de 40 anos, são mulheres ou que não usam o carro para o trabalho costumam pagar menos. Portanto, peça ao corretor cotação do seguro do carro para cada membro da família para avaliar qual é o mais barato.
Por Samasse Leal

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!