Explore conosco as estações ferroviárias mais impressionantes pelo mundo.

Por CORNELIA KUMFERT

Imagem: GETTY IMAGES/LUIS DAVILLA;


Mais de 20 mil azulejos pintados à mão decoram o salão de entrada da estação São Bento, no Porto.

O renomado pintor Jorge Colaço precisou de 11 anos, nem mais nem menos, para transformar o terminal
português nessa obra de arte azul e branca. As cenas dos 550 metros quadrados de azulejos representam
momentos importantes da história portuguesa.

Imagem: GETTY IMAGES/DANIEL CHUI; (LIÈGE)


Todo ano, cerca de 22 milhões de turistas visitam o Terminal Grand Central, em Nova York, que atrai mais gente do que o Louvre.

É provável que isso aconteça principalmente
porque o magnífico Grand Hall é conhecido no mundo inteiro por aparecer em incontáveis filmes e seriados de TV. Mas até a fachada menos famosa da maior estação ferroviária do planeta tem muito a oferecer, como o maior relógio Tiffany do mundo.

Imagem: GETTY IMAGES/MACIEJ NOSKOWSKI


O telhado de vidro e aço delicadamente suspenso sobre as plataformas é o ponto central da Liège-Guillemins, na cidade belga de Liège.

Essa estação ferroviária futurista, com seu projeto todo aberto, é um exemplo de arquitetura sustentável e não precisa de iluminação artificial durante o dia.

Imagem: GARDEN PHOTO WORLD/ALAMY STOCK PHOTO


É na plataforma 9¾ que se pega o trem para Hogwarts, a famosa Escola
de Magia e Bruxaria dos romances de Harry Potter. Fãs de todas as idades vão à estação de King’s Cross, em
Londres, para procurar a plataforma.

Mas atenção: só os bruxos de verdade conseguem passar por essa parede de tijolos!

Imagem: STEFANO POLITI MARKOVINA/ALAMY STOCK PHOTO


Férias sob as palmeiras é o que aguarda os passageiros da estação Atocha, em Madri, seja qual for seu destino, pois a maior estação ferroviária da capital espanhola oferece também esse imenso jardim interno.

estacoes ferroviarias

Imagem: GETTY IMAGES/PREDRAG VUCKOVIC


O Terminal Chhatrapati Shivaji, em Mumbai, na Índia, recebe mais de 3 milhões de pessoas por dia e é uma das estações de trem mais movimentadas
do mundo.

Os passageiros que não estiverem com pressa podem se deliciar com a mistura eclética da
arquitetura vitoriana do prédio com numerosos detalhes indianos.