Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 25 de julho de 2019

Histórias divertidas para melhorar o seu humor

Divirta-se com algumas histórias reais e engraçadas.

Imagem: Ilustrado por Bob Eckstein

Se você está meio pra baixo e precisa melhorar o seu humor, veio ao lugar certo! Confira agora algumas das melhores histórias divertidas de leitores da nossa revista!

– Este hotel é uma porcaria! – reclamou o hóspede ao fazer check-out na recepção.

– Qual é o problema? – perguntei.

– Não consegui dormir. A cada 15 minutos, ouvia um barulhão que me acordava.

Pedi desculpas pelo incômodo e fiz seu check-out. Poucos minutos depois, apareceu um casal. Novamente, cometi o erro de perguntar como havia sido a estada no hotel.

– Horrível! – responderam. – O cara do quarto ao lado roncava tão alto que tivemos de bater na parede a cada 15 minutos para acordá-lo.

KEITH MELCHER

Conseguir um emprego depois de sair da prisão é difícil. Apesar disso, não queria esconder meu passado. Assim, ao preencher um formulário de emprego num atacadista de vídeos, respondi às perguntas de forma bem honesta. Quando perguntaram sobre o último empregador, escrevi: Departamento de Correções. Descrição do trabalho? Barbeiro interno. Remuneração? Cinquenta centavos por hora. Duração? Seis anos. Motivo da saída? Permitiram que eu saísse. Consegui o emprego.

PAUL DEGGES

Minha mulher e eu estávamos intrigados com um casal que vinha ao nosso restaurante à beira-mar todos os dias para o café-da-manhã, o almoço, o chá da tarde e o jantar, durante quatro dias. Pediam uma mesa junto à janela e olhavam para o mar quando não estavam comendo. No quinto dia, minha mulher perguntou-lhes o que estavam fazendo. Ela voltou e me disse que a mulher queria fazer um cruzeiro e o marido era contra. Tentando dissuadi-la da ideia, ele simulava a vida a bordo fazendo as quatro refeições, durante uma semana, com nada mais para olhar além do mar.

BILL ANDREWS

Pouco depois de nos apresentarmos à 101ª Divisão Aérea, recebemos uma ordem para vestir nossos trajes de gala. Eu, porém, não sabia dar nó em gravata. Então pedi ajuda ao colega do beliche ao lado.

– Claro – disse ele. – Deite-se.

Obedeci, e ele deu o nó.

– Desculpe, mas só sei fazer assim – observou. – Foi como aprendi, com os clientes do meu pai.

– O que seu pai faz?

– É agente funerário.

HOWARD MARSHALL

Estava eu num posto esperando meu carro ser lavado quando vi um jornal em cima de uma mesa. Peguei-o e comecei a ler. Um senhor sentou ao meu lado e ficou insistentemente olhando o jornal e tentando ler junto comigo. Como isso me irrita muito, comecei a dificultar a visão dele e a ler mais lentamente. Mas qual não foi minha surpresa quando, muito tempo depois, ele se levantou e disse:

– Rapaz, poderia devolver meu jornal agora? Meu carro já está pronto e vou embora.

LEONARDO R. ARANCIBIA

Confira mais piadas e histórias engraçadas na categoria Humor do nosso site!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados