Mais algumas histórias engraçadas para você levar esta segunda-feira numa boa.

Um homem chega perto do dono de uma loja e diz:

– Provavelmente o senhor já não se lembra de mim, mas há cerca de cinco anos eu estava falido, entrei aqui, lhe pedi 10 dólares e o senhor me deu.

O dono da loja sorri e responde:

Turma da Mônica e Corpo Humano

– Lembro sim.

Então o outro diz:

– O senhor ainda continua generoso?

RON DENTINGER

Uma mulher vê um senhor idoso na varanda de casa, numa cadeira de
balanço, e vai falar com ele:

– Não pude deixar de notar como o senhor parece bem alegre. Qual o seu segredo para uma vida longa e feliz?

– Fumo três maços de cigarro por dia – disse ele. – Também bebo uma caixa de uísque por semana, só me alimento de fast­‑food e nunca faço exercícios!

– Incrível! Qual a sua idade?

– Vinte e seis.

Depois de discutir a minha vida amorosa – ou a falta de uma – com minha mãe, eu contei a ela a história de uma amiga que se envolveu em um terrível acidente de carro, quebrou as duas pernas, e acabou se casando com o cirurgião ortopédico que lhe prestou atendimento. Minha mãe suspirou:

– Por que uma coisa dessas não acontece com você?

BARBARA ALBRIGHT

– O que são aquelas coisas? – perguntou minha irmã mais nova ao ver as velhas enciclopédias que a nossa mãe tinha descoberto no porão.

Mamãe tentou explicar o conceito de uma enciclopédia, mas, sem conseguir, disse por fim:

– É como o Google, mas em um livro.

AMBER SANDOE

Os carros hoje são quase completamente automáticos. Isso é bom porque deixa a gente com a cabeça livre para pensar nas prestações.

B.T.

Intrigado com a etiqueta de uma camisa para traje a rigor que a vendedora me mostrava, eu disse:

– Esta etiqueta aqui diz: 85% Dacron, 10% nylon. De que são os 5% restantes?

Ela olhou a etiqueta, levantou os olhos e, com um sorriso, sugeriu:

– Encolhimento?                

G.J.B.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!