Piadas engraçadas das revistas Seleções do ano de 1988. Uma seleção só para você! Ria com a gente!

O colega de trabalho: 
– Quer dizer então que você é pai de gêmeos? Com quem eles se parecem?
O pai entusiasmado:
– Um com o outro!

National Beta Club Journal 

Pouco depois de ter me formado em veterinária, fui com mamãe dar uma volta pelo Michigan com a Caravana Anual de Colonos, que imita os velhos tempos dos pioneiros. Uma noite fui chamada para cuidar de um cavalo que empinou e se feriu batendo numa carroça. Por sorte, a coisa não era tão grave, mas eu tinha de dar uns pontos nele.
Enquanto eu trabalhava, ouvi mamãe conversando com o preocupado dono do animal.
– Ora, não ligue para isso – dizia ela. – Minha filha é uma ótima veterinária! Seu cavalo vai ficar novinho em folha.
– É bom ouvir isso – respondeu o homem. – Há quanto tempo ela está formada? 
– Há uma semana – informou mamãe corajosamente e acrescentou logo em seguida –, mas ela cose e borda desde os oito anos.

Mary Ellen Linn 

– Sabe, mamãe, tenho um colega que nunca viu um cavalo! – diz o menino. 
– Não é possível, meu filho – diz a mãe.
– É, sim, mamãe – insiste o menino. – Eu desenhei um cavalo no caderno e meu colega perguntou que bicho era aquele!

Fábio Mirobuti, Bragança Paulista, Brasil 

Em caráter de urgência

Índio apache, encarregado de transmitir os sinais de fumaça, ao ajudante:
– Não vale a pena acender a fogueira hoje. Me dá aí uma banana de dinamite, pois tenho de passar um telegrama urgente.

M. Widmer 

Garoto moderninho

Era um jantar de família e como sempre a mesa estava repleta de iguarias deliciosas. Fiquei olhando, espantada, quando meu sobrinho, de 16 anos, colocou em seu prato três colheres bem cheias de batatas fritas, outras tantas de espaguete e um pãozinho.
Perguntei-lhe se conhecia os quatro principais grupos de alimentos, e ele me respondeu:
– Claro, titia. Congelados, enlatados, engarrafados e embalados.

Margaret Ladouceur, em Catholic Digest 

Um candidato a paraquedista e seu instrutor estavam num avião a 1.000 metros de altitude, olhando para um campo lá embaixo. 
– Não precisa se preocupar – disse o instrutor. – Você pula, conta até três e puxa a cordinha. Se isso não funcionar, você puxa a cordinha de reserva. E vai ter um caminhão lá embaixo para pegar você e te levar de volta ao aeroporto.
O paraquedista respirou fundo e pulou. Contou até três e puxou a cordinha: nada! Então puxou a cordinha de reserva: nada! 
– Puxa vida – disse ele –, aposto que também não tem nenhum caminhão me esperando.

Playboy 

Um passageiro estava aguardando a hora do embarque no superlotado aeroporto. Uma jovem mãe, com uma criança pequena e birrenta, dizia à filha, enquanto a acariciava:
– Tudo bem, tudo bem, Nancy Daqui a pouco, a gente vai chegar em casa, e a gente vai tomar um banhinho quente e dormir uma noite bem descansada!
– A senhora tem muita paciência com sua filhinha Nancy – comentou o passageiro para a moça.
– Esta aqui é a Cátia – respondeu ela sorrindo. – Eu é que me chamo Nancy.

Michael Troy, citado por Alex Thien no Sentinel, de Milwaukee

Da pesada

Meu filho de 16 anos foi assistir a um concerto de rock. Chegou em casa tarde da noite e perguntei de tinha gostado.
– Ah, mamãe! Foi o maior barato! Você ia detestar! – respondeu ele todo animado.

G.V.

Telefone vermelho (lembre-se: 1988)

Viajando a bordo do Força Aérea Um, o Presidente Reagan convidou o Ministro do Trabalho, Raymond Donovan, para acompanhá-lo no almoço. Quando Donovan se instalou na cabine do presidente, um telefone vermelho soou ao lado de Reagan. Este atendeu, escutou e depois indagou, calmo: 
– Muito bem… e quais são minhas opções?
Donovan pensou, “Meu Deus, e eu aqui, testemunha desse momento histórico!”. O presidente voltou a escutar e em seguida respondeu:
– Então me traz chá gelado.

Bill Lawson, citado por Alex Thien no Sentinel, de Milwaukee 

– Não precisa abrir tanto a boca – diz o dentista.
– Mas o senhor não vai colocar a broca?
– Vou, mas fico do lado de fora.

Maria Aparecida Alvarega, Lavras, Brasil 

Continue rindo conosco com estas piadas de médicos!