Em um mundo onde notícias ruins se espalham rapidamente, é importante renovarmos a nossa crença na humanidade. E para renovar a nossa esperança no bem, que tal dar uma olhadinha em algumas notícias boas e histórias inspiradoras?

SOCIEDADE

O café inclusivo

“Estou muito feliz”, diz Charles. “Queria cozinhar há muito tempo, e meu sonho se realizou. Eu não aguentava mais lavar pratos.”

Charles tem 36 anos e acabou de se tornar terceiro-cozinheiro de um restaurante no centro de Paris. Mas o que torna esta história um pouco diferente dos casos cotidianos de ambição realizada é o fato de Charles ser autista. E seus colegas da equipe do Café Joyeux, no bairro da Opera, também têm autismo, síndrome de Down e outras dificuldades cognitivas.

O café pertence a uma rede crescente fundada por Yann Bucaille Lanrezac (acima, na extrema direita, com a equipe do café), empresário da energia verde que quer mostrar que pessoas “diferentes” têm seu lugar no mundo do trabalho. A primeira filial foi inaugurada em Rennes em dezembro passado; a de Paris abriu em março deste ano, e outras estão previstas. “Pessoalmente, sinto mais alegria com pessoas diferentes do que no mundo da sobrevivência do mais apto, onde todos querem vencer, ter sucesso, ser melhor que os outros”, diz Bucaille Lanrezac.

The Local (France), 23/3/18.

AGRICULTURA

Robôs contra ervas daninhas

 

Os métodos agrícolas atuais exigem o uso indiscriminado de grande quantidade de herbicida em cultivos geneticamente modificados para resistir ao produto. É um processo caro, com muito desperdício. Mas a nova ciência da inteligência artificial pode mudar isso.

Estão sendo projetados robôs que podem passar pelo campo, identificar e arrancar cada erva daninha pelo caminho. A empresa suíça EcoRobotix afirma que seu robô autônomo movido a energia solar usará 20% menos herbicida do que os métodos convencionais e tem exatidão de 95%. Outras empresas também estão trabalhando em projetos semelhantes. “Boa parte da tecnologia já está disponível. É só uma questão de juntar tudo a um preço bom para os agricultores”, diz Richard Lightbound, da empresa de pesquisa robótica Robo.

Reuters, 22/5/18.

NEGÓCIOS

Artistas de rua sem dinheiro

 

Londres criou um sistema de pagamento contactless para artistas de rua. Além de jogar trocados no chapéu, agora os pedestres podem usar leitores de cartões que permitem tocar na tela para doar quantias fixas.

De acordo com a artista de rua Charlotte Campbell, o esquema já aumentou seu ganho. “Mais gente do que nunca está usando o dedo para doar enquanto eu canto”, diz ela.

BBC News, 27/5/18.

HERÓIS

Paramédico arrisca a vida para salvar vítima esfaqueada

 

Num dia de folga, Hassan Zubier (na foto acima) passeava com a namorada na cidade finlandesa de Turku quando ouviu um grito. Ele viu uma mulher caída no chão, muito ferida. Um terrorista estava à solta, brandindo uma faca.

O paramédico treinado correu até a mulher e tentou estancar a hemorragia. Mas o atacante voltou. “Ele tentou me esfaquear”, diz Zubier. “Dei-lhe um pontapé. Então senti alguém me atingindo nas costas.”

O terrorista foi preso pela polícia. Infelizmente, a mulher ferida morreu nos braços de Zubier.

Ele sofreu ferimentos que o obrigarão a usar uma cadeira de rodas pelo resto da vida. “Fiz aquilo para que fui treinado”, diz ele. “E faria de novo. O mundo é um lugar sombrio. Se não nos ajudarmos, quem nos ajudará?”

The Guardian, 20/8/17.