Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Artigo exclusivo para assinantes!
Cadastre-se para continuar lendo!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 13 de dezembro de 2018

Inspire-se com o que ocorre pelo mundo

Apenas algumas notícias boas que chegam até nós.

Imagem: ipopba/iStock

Estar atento para as coisas boas que acontecem no mundo é um exercício fantástico. Apesar de às vezes ficarmos céticos de que coisas boas possam acontecer, a verdade é que elas acontecem todos os dias. Confira abaixo 4 histórias que provarão pra você que é possível termos um mundo melhor!

SOCIEDADE

Polacos doam sangue

Uma nova campanha está encorajando os poloneses, maior grupo de imigrantes na Irlanda, a doar sangue. A iniciativa “Bloody Foreigners” foi idealizada por Teresa Buczkowska, cidadã polonesa e membro do Conselho de Imigrantes da Irlanda. “Queremos mostrar que os poloneses também fazem parte desta comunidade”, diz ela. “E, como recebemos muito deste povo, queremos dar algo em troca.”

Buczkowska, que já doou sangue 11 vezes em Dublin, adverte que a Irlanda precisa de cerca de 3 mil doações novas de sangue por semana a fim de manter os estoques em dia.

Ela vê o ato de doar sangue como uma boa maneira de os 120 mil poloneses residentes no país combaterem a hostilidade de alguns irlandeses em relação aos imigrantes. “Não há melhor símbolo de integração do que a troca de sangue”, diz ela.

Barnaba Dorda, advogada polonesa, residente de longa data e doadora pela primeira vez, diz: “Todos podemos ajudar. Não é muito, mas é importante demais para quem recebe.”

Fonte: THE JOURNAL, 31.7.18

INOVAÇÃO

Fim do enjoo em viagens

Se você sofre de náusea em viagens, uma solução pode estar a caminho, graças a um novo produto da Citroën.

A fabricante de automóveis francesa alega que seus óculos sem lentes são 95% efetivos para adultos e crianças com mais de 10 anos, possibilitando aos passageiros que leiam tranquilos em seus smartphones ou tablets enquanto viajam.

O enjoo de movimento ocorre quando o cérebro recebe mensagens conflitantes sobre o movimento percebido pelos olhos e ouvido interno.

Desenvolvido para navegadores, os óculos Seetroën possuem um líquido colorido nos quatro aros em frente e ao lado dos olhos que simula um horizonte artificial durante o movimento e corrige o conflito entre os sentidos causador do enjoo.

Por não terem lentes, podem ser colocados sobre óculos convencionais.

Fonte: LONELY PLANET, 30.7.18

TRANSPORTE

Faixas de trânsito flutuantes

A cidade pesqueira de Isafjörður, na Islândia, encontrou um jeito de fazer os motoristas diminuírem a velocidade ao se aproximarem das faixas de segurança de pedestres.

As novas faixas de segurança em preto e branco foram pintadas de modo a criar a ilusão de óptica de estarem suspensas acima da superfície da pista como objetos sólidos em 3D.

O teste foi inspirado em um projeto semelhante em Nova Deli, na Índia.

Fonte: BBC, 1.11.17.

HERÓIS

Resgate canino

As forças armadas da Suécia recentemente foram alvo de críticas por gastarem dinheiro no treinamento de cães. No entanto, poucos duvidam da capacidade de nossos amigos de quatro patas de ajudar seres humanos quando necessário. Conheça o pastor alemão Sacko, aclamado “herói” por seu treinador após farejar um homem ferido que estava perdido em uma floresta.

A polícia da província sueca de Dalarna levou cinco horas procurando o idoso, que não voltou de sua caminhada diária. Eles então acionaram Sacko – que precisou de meia hora para encontrar um rastro e localizar o aposentado.

“Encontramos o homem no chão, capaz de falar, mas tremendo de frio e machucado”, conta o policial Anders Sjöberg. Em troca por seus esforços, Sacko só quis uma coisa: “Brincar com sua bolinha, e isso é a melhor coisa do mundo – melhor até que comer uma salsicha”, diz Sjöberg.

Fonte: THE LOCAL (SUÉCIA), 9.7.18

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados