Após sair da sessão do filme (na verdade, um documentário) “Trashed: para onde vai o nosso lixo”, com o ator Jeremy Irons, a ativista e idealizadora do movimento Menos 1 Lixo, Fe Cortez, viu que precisava urgentemente fazer algo para diminuir a quantidade de lixo plástico gerado no planeta. “Naquela noite eu saí disposta a mudar, de alguma forma, aquela realidade. Pensei no que poderia fazer para reduzir o impacto do lixo no meio ambiente por conta do alto consumo do plástico”, lembra ela.

De cara, ela trocou o seu copo descartável por um retrátil. “Esse foi o meu primeiro passo: de outubro de 2012 até junho de 2016 usei o mesmo copo. E ainda comprei mais 20 e dei para alguns amigos. Naquele momento, percebi que todos ficaram sensibilizados e começaram a prestar mais atenção ao lixo que geravam. A partir daí, passei a estudar sustentabilidade”, explica Fe.

Em 1º de janeiro de 2015 nascia a Menos 1 Lixo, uma plataforma de educação ambiental com a responsabilidade de reforçar que é preciso mudar para se produzir menos lixo.

“Resolvi criar a Menos 1 Lixo para falar sobre essa educação ambiental de uma maneira divertida, leve, cool. Mostrar que atitudes individuais, se somadas, constroem um mundo mais sustentável”, conta ela.

Logo sua história se propagou e Fe Cortez virou exemplo. Em um ano, usando apenas o copo retrátil, ela conseguiu deixar de descartar 1.618 copos, que seguiriam diretamente para o lixo. Ela ressalta: “Eu quis contar os copos não usados porque queria mudar e sabia que faria uma grande diferença usar o copo retrátil, símbolo desse movimento.”

Na prática

Perto de completar 4 anos de existência, a Menos 1 Lixo não para de crescer e já agregou vários seguidores pelo Brasil em suas redes sociais. No site é possível encontrar dicas práticas sobre como ter um consumo consciente no dia a dia. “O nosso copo oficial (livre de BPA, metais pesados e ftalatos, feito com material reciclável) é o símbolo do projeto e substitui os descartáveis. O conteúdo do site, porém, é sobre todos os tipos de lixo – como canudo, absorvente e muito mais. A proposta é mostrar um novo estilo de vida, de comportamento, uma nova forma de se ver no mundo”, diz ela.

O copo retrátil pode ser encontrado em mais de 50 pontos de venda de diversas localidades do Brasil, que estão listados no site do projeto.

Sobre suas metas, Fe é direta: “Quero alcançar um número de pessoas cada vez maior para promover diálogos sobre o que fazer sistemicamente com a questão do lixo”, conclui.

Fe Cortez é também colunista da revista Glamour, defensora da ONU Meio Ambiente pela campanha Mares Limpos e conselheira do Greenpeace Brasil.

Por Márcio Gomes