Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Cadastre-se para continuar lendo!
Artigo exclusivo para assinantes!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 23 de junho de 2020

Pensamento positivo e felicidade: uma relação primordial para sua saúde

A vida é como uma montanha-russa: se aprendermos a apreciar as subidas e a superar o medo das descidas, vamos dominar melhor as dificuldades do dia a dia.

Imagem: Sara Kurfeß/Unsplash

A alegria de viver é um elemento essencial para a saúde das pessoas. Mas igualmente importante é ter a convicção interior de que conseguimos moldar a nossa felicidade. Que não estamos indefesos perante os altos e baixos do destino e que podemos modificar ativamente a vida. A isto pertence a capacidade de conseguirmos para nós próprios alegria, felicidade e prazer, além da capacidade de superar crises e insucessos. Pessoas que não perdem a sua atitude positiva, mesmo em tempos difíceis, possuem um importante fator de proteção da saúde.

Para superar crises é decisiva a atitude interior

Ter convicção de que consegue ultrapassar os problemas com sua própria força ou com a ajuda dos outros é primordial. Os psicólogos verificam que as pessoas bem-sucedidas que atingem os seus objetivos têm tendência para achar que isso se deve a elas próprias e às suas capacidades; já os insucessos atribuem-nos a fatores exteriores. Por exemplo, se passam num exame, consideram que isso se deve ao seu talento e ao seu esforço; se tiveram uma má nota, isso aconteceu por circunstâncias adversas. Por outro lado, os psicólogos chegaram à conclusão de que as pessoas com pouca autoestima atribuíam os bons resultados a circunstâncias exteriores favoráveis e acasos felizes e os maus resultados à sua incapacidade. Em situações de crise, uma atitude interior deste gênero, caracterizada pela falta de confiança nas próprias capacidades, pode conduzir a apatia, resignação ou mesmo depressão.

Existem formas de pensar que levam a que nos sintamos impotentes perante a vida. Para contrariar estes pensamentos, procure ter pensamentos positivos. Em primeiro lugar, tente acalmar-se fazendo algumas inspirações profundas. Depois, pode animar-se e convencer-se: “Eu vou conseguir” ou “Os erros podem ser corrigidos”. Use frases como “Devagar se vai ao longe” ou “Podia ser pior” para conseguir algum distanciamento em relação ao problema. Procure descobrir quais os pensamentos animadores que funcionam melhor com você. Estas “fórmulas” podem ajudá-lo a sentir-se otimista, encorajando-o a enfrentar de frente os problemas da vida.

Leia também: 5 passos para construir o pensamento positivo

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados