Faça uma busca
|
Publicado em: 24 de agosto de 2020

18 palavras do português que não existem em inglês

Conheça algumas palavras do português que não possuem tradução direta para o inglês.

Imagem: Pew Nguyen/Pexels

Dizem que saudade é exclusividade da nossa língua. Apesar de ser tecnicamente incorreto, essa e outras palavras do português não existem no inglês.

A vastidão da língua e sua engenhosidade são compreensíveis quando se pensa na pluralidade cultural que se tem nos países lusófonos.

Mesmo com o constante trânsito de informações com os países de língua inglesa, algumas palavras e conceitos permanecem nossos.

Leia também: Os 18 erros de português mais comuns

Separamos mais algumas palavras que são exclusividade da Língua Portuguesa, confira:

  • Louise Cyrillo/Canva

    1 – Vaidosa

    Tradicionalmente traduzida como Vain, essas duas palavras não possuem o mesmo significado – apesar de terem a mesma origem no latim.

    Em inglês, a palavra tem uma conotação negativa, caracterizando uma pessoa extremamente orgulhosa e superficial.


  • Louise Cyrillo/Canva

    2 – Marmita

    Aquela que nos faz tanta falta nessa quarentena (#voltamarmita), não possui um nome próprio in english.

    Costuma ser traduzida como packed lunch (almoço embalado), mas, mesmo assim, o sentido da expressão não é o mesmo do que o da palavra em português.


  • Louise Cyrillo/Canva

    3 – Ziquizira

    Se alguém disser “Ele está com uma ziquizira estranha…”, compreende-se que o problema não é somente físico, mas também espiritual – a pessoa está lidando ou com um ferimento ou com uma doença azarada.

    Já que o inglês não oferece uma palavra com o mesmo sentido, seria preciso  traduzir a frase do exemplo acima como “He is dealing with some strange wound…” (ele está lidando com um ferimento estranho).


  • Louise Cyrillo/Canva

    4 – Pereba

    Além de caracterizar alguém que é muito ruim no futebol, é uma forma de se falar de machucados, ferimentos e outras lesões diversas na pele, especialmente de crianças.

    A língua inglesa oferece diversas palavras para ferimentos, como scab, wound, bruise etc., mas nenhuma tão engraçada quanto a nossa.


  • Louise Cyrillo/Canva

    5 – Xará

    A palavra é usada para descrever duas pessoas – não necessariamente da mesma família – que possuem o mesmo nome.

    Na língua inglesa, costumava-se usar a palavra “namesake”, porém, apenas para descrever parentes consanguíneos nomeados em homenagem. Atualmente usa-se “named after”.


  • Louise Cyrillo/Canva

    6 – Xodó

    Xodó é aquele/aquilo que nos é querido, estimado, muito amado.

    A palavra imortalizada por Luiz Gonzaga na canção “Eu Só Quero Um Xodó” é mais uma sem tradução direta para o inglês: não há nenhuma que expresse a intensidade do carinho e do querer como essa.


  • Louise Cyrillo/Canva

    7 – Camelô

    Para os falantes de inglês, o camelô é o street vendor – que não possui uma conotação negativa associada e também não diferencia os vendedores pelo tipo de produtos oferecidos.


  • Louise Cyrillo/Canva

    8 – Chulé

    O cheiro pode até ser universal, mas a palavra para designá-lo, não.

    Em inglês, usa-se stinky feet ou smelly feet – pés fedorentos.


  • Louise Cyrillo/Canva

    9 – Trambiqueiro

    Figura mitológica do imaginário popular brasileiro, o trambiqueiro é aquele que vive de trambiques, isto é, bicos. Além disso, também aplica pequenos golpes como forma de sustento.

    Na língua inglesa, seria o hoaxer, trickster, con man. 


  • Louise Cyrillo/Canva

    10 – Tapioca

    A tapioca é muito famosa no exterior por ser um dos ingredientes do Boba Tea: uma bebida feita com tapioca em formato de bolas de gude, chá preto, leite e xarope de frutas.

    O nome do alimento continua o mesmo, só sua pronúncia é diferente.


  • Louise Cyrillo/Canva

    11 – Folgado

    Folgado é uma palavra com muitos sentidos, e loose (folgado como em frouxo) não contempla todos eles.

    A palavra lazy descreve uma faceta, mas não todas contidas na original – é preciso encontrar outras soluções criativas para falar.


  • Louise Cyrillo/Canva

    12 – Desbundar

    To lose self control (perder o autocontrole) poderia ser uma definição de desbundar, mas falta o espírito de farra que a palavra tem no português, representando uma alma festeira.


  • Louise Cyrillo/Canva

    13 – Malemolência 

    Essa palavra representa a ginga brasileira, a fluidez do corpo ao dançar, mas também pretexto para fugir de algo/alguém, moleza.

    A tradução vai depender do contexto, mas pode ser algo como “to sway, to move in a fluid manner”.


  • Louise Cyrillo/Canva

    14 – Calorento/Friorento

    Não existe em inglês uma designação específica para as pessoas ou que sentem muito frio ou que sentem muito calor.

    A descrição do estado (“she feels cold all the time”) costuma ser utilizada.


  • Louise Cyrillo/Canva

    15 – Enrolado

    Em inglês, podemos dizer “he’s rolled up” ou “someone who can’t make up their mind”, ou ainda “a person who is disorganized”, mas uma tradução exata não é possível.


  • Louise Cyrillo/Canva

    16 – Mutirão

    A palavra pode ser traduzida como “joint effort”, mas, segundo nativos de inglês que falam português fluentemente, não passa a mesma ideia de um grupo organizado gratuitamente em prol de uma causa.


  • Louise Cyrillo/Canva

    17 – Cafuné

    Com origens na língua quimbundo, o cafuné é o carinho feito com as mãos na cabeça de outra pessoa, alguém querido.

    Não há tradução para a palavra, mas também não há nada que impeça anglófonos de fazer um cafuné.


  • Louise Cyrillo/Canva

    18 – Jeito/Jeitinho

    Quando falam em jeitinho, sabe-se que estão referindo ao talento especial do povo brasileiro de conseguir reverter ao seu favor uma situação quase impossível.

    É possível falar find a way, achar um caminho.


Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados