Como falantes de uma língua neolatina, acreditamos que o espanhol é extremamente parecido com a língua portuguesa; o que não deixa de ser verdade. Mas cuidado com as armadilhas linguísticas! O nosso “portunhol” pode nos pregar peças quando nos depararmos com algum falso cognato.

O que são falsos cognatos?

Também conhecidos como “falsos amigos” e falsa analogia, os falsos cognatos são palavras de línguas que têm a mesma raiz, origem etimológica comum, mas que, ao longo do tempo, acabaram por ter significados diferentes.

Resumindo, são palavras de línguas diferentes que, apesar de possuírem grafias e pronúncias idênticas ou semelhantes, possuem significados distintos.

Leia também: Acento ou assento: veja quando usar cada palavra.

Confira, a seguir, 20 exemplos em espanhol e evite cair nas armadilhas linguísticas!

5. BRINCO

Brinco significa pulo.

Ex.: Brincar de alegría.

Pular de alegria.

Brinco de orelha, em espanhol, é arete.


6. CACHO

Cacho significa pedaço de alguma coisa.

Ex.: Me ha dado solamente un cacho.

Ele só me deu um pedaço.

Cacho de bananas, em espanhol, é racimo de plátanos.


7. CACHORRO

Cachorro significa filhote de qualquer animal mamífero.

Ex.: El cachorro de león es muy peludo. 

O filhote de leão é muito peludo.

Cachorro, em espanhol, é perro.


8. CADERA

Cadera significa quadril.

Ex.: Busco unos pantalones que tengan un poco más de cadera.

Procuro calças que tenham um pouco mais de quadril.

Cadeira, em espanhol, é silla.