Adivinhas são as formas mais antigas de jogos de palavras. Alguns dos enigmas abaixo são muito antigos; outros são de origem mais recente, mas nem por isso mais fáceis. Tente desvendá-los e divirta-se!

Um animal estranho?

O que tem oito pernas, três cabeças, dois braços e duas asas?

Um monstro terrível?

O que tem 12 pernas, quatro braços e nenhuma cabeça?

O escravo silencioso

Apesar de eu ser o terceiro, dizem que sou o segundo; embora eu seja o mais leve, arrasto comigo os pesados. Quem sou eu?

A falsa agulha

Sou eu que acompanho a linha, em vez de a linha me acompanhar. Minha ponta costura, mas jamais perfura; bordo mil figuras sem sair do lugar. Quem sou eu?

Os prisioneiros

Quando estamos amarrados, caminhamos. Quando nos desamarram, não fugimos. Quem somos nós?

Ao pé da letra

Para escrever certo meu nome, não acerte nunca. Quem sou eu?

A letra infinita

Sou uma letra apenas, mas posso dizer qualquer coisa, sobre qualquer assunto, e posso formar qualquer frase. Que letra sou eu?


Respostas:


Um animal estranho?

Um homem montado a cavalo com uma calopsita no ombro.

Um monstro terrível?

Uma mesinha de chá e duas cadeiras.

O escravo silencioso

Uma mesinha de chá e duas cadeiras.

A falsa agulha

A agulha de uma vitrola.

Os prisioneiros

Os sapatos

Ao pé da letra

A letra R.

A letra infinita

Uma letra de música.


E aí, curtiu os enigmas? Que tal tentar mais alguns!? Confira: