Faça uma busca
Já tem cadastro? Faça login aqui.
Artigo exclusivo para assinantes!
Cadastre-se para continuar lendo!
É grátis e você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos
devices
Já sou assinante da Revista Impressa

Entendo que, respondendo a esta promoção, serei ingressado nos sorteios aqui oferecidos e passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Conheça também a nossa Política de Privacidade e Uso de Dados

Aproveite e assine o site seleções por apenas R$1,99 no primeiro mês. Clique aqui.
|
Publicado em: 24 de fevereiro de 2021

Médicos explicam a relação entre alimentação e celulite

Você sabia que o que você come pode estar causando suas celulites? Entenda!

Imagem: iStock

As celulites, que cientificamente são chamadas de lipodistrofia ginoide, são depósito de gordura na pele. Provocando os famosos “furinhos”, principalmente na região da coxa e dos glúteos, incomodam muita gente — sobretudo as mulheres, uma vez que atingem mais de 95% delas. Mas você sabia que é o que você come que pode estar provocando suas celulites?

Leia também: ventosaterapia pode ser útil no tratamento de celulites

Para desvendar mitos e verdades sobre a relação entre alimentação e celulites, Seleções conversou com o Dr. Alisson Melo, médico do Esporte e nutrólogo da Clínica Benessere, e com a Dra. Caroline Maretto, nutricionista na Clínica Aguilera.

Então, se você quer saber quais são os alimentos que provocam esse depósito de gordura na pele, além dos ideais para reverter esse quadro, continue acompanhando a matéria.

O que são as celulites e por que elas ocorrem?

Como já comentado, as celulites são depósitos de gordura nas células. Mais frequente em mulheres, sobretudo após a puberdade, as celulites ocorrem principalmente em áreas em que a gordura está sob a influência do estrógeno, um dos hormônios femininos.

“As celulites surgem quando há o acúmulo de gordura nas células, deixando-as duras e causando desníveis na pele de aspecto ondulado que se assemelham a furinhos (como os de uma casca de laranja). Surgem em algumas áreas do corpo, como quadris, coxas, nádegas e geralmente também pode ser observada nas mamas, abdome inferior e até braços e nuca”, explica o Dr. Alisson Melo.

Mas além da questão estética, que pode ser de grande abalo para a autoestima do indivíduo, o Dr. Alisson explica que elas podem trazer outras complicações.

“Em níveis avançados, a celulite causa a compressão de terminações nervosas locais. Inclusive, pode causar dores na região afetada, comprometendo a qualidade de vida”, explica.

Existe uma predisposição para as celulites?

celulite
Imagem: iStock

Sedentarismo, má alimentação e até mesmo estresse são fatores que podem desencadear o surgimento de celulites. E não se engane: as celulites não estão ligadas somente ao sobrepeso. Na verdade, elas também podem afetar pessoas magras.

“Vale lembrarmos que a predisposição para seu aparecimento pode ser causado por vários fatores, tais como: sexo, etnia, biotipo, distribuição de gordura, sedentarismo, má alimentação, estresse e até genética estão relacionados ao surgimento da celulite”, salienta o Dr. Alisson.

Segundo a nutricionista Caroline Maretto, “a queixa de celulite é muito frequente no consultório. E bons hábitos alimentares e estilo de vida saudável são grandes aliados para o combate dessa tão temida celulite”, conclui.

De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Dermatologia, mulheres brancas também têm mais propensão ao desenvolvimento de celulites quando comparadas às negras.

A influência da má alimentação no surgimento das celulites

alimentacao e celulites
Crédito: Vadym Petrochenko

Além de trazer complicações para a nossa saúde, como aumento do colesterol, problemas cardiovasculares e diabetes, segundo o Dr. Alisson Melo uma dieta desequilibrada também é um fator de risco para o surgimento das celulites.

“Hábitos de vida inadequados, como um dieta ruim e consumo exagerado de gorduras e carboidratos simples (açúcares e doces), provocam alterações circulatórias, hormonais, imunológicas e físicas que podem causar a celulite, pois possuem um alto índice glicêmico”, explica.

Além disso, o doutor explica que o excesso de alimentos com sódio também pode propiciar o surgimento das celulites.

“O hábito de abusar do sal e alguns produtos processados, como caldos prontos e molho de soja, por exemplo, são fatores que também dificultam a troca de líquidos no organismo, pois o sódio em excesso pode levar à retenção de líquido e resíduos tóxicos favorecendo assim a formação de celulite”, revela o Dr. Alisson

E para evitar essa retenção de líquidos é fundamental a ingestão de água em nível adequado durante o dia, explica o doutor.

“Isso ajuda a regular todo o funcionamento do organismo. E assim, contribui para a diminuição da retenção de líquidos. Mas além do consumo exagerado de açúcares e gorduras, deve-se evitar também o consumo elevado de café e chá-mate, pois a cafeína pode ser ser um componente diurético, quando em excesso, acelera a desidratação do organismo e prejudica a circulação sanguínea”, conclui.

Bebidas alcoólicas e celulite: uma íntima relação

trabalhar em cruzeiros
Imagem: iStock

Você sabia que outro fator que pode desencadear o surgimento das celulites é o consumo exacerbado de bebidas alcoólicas?

“A bebida alcoólica tem um grande impacto no organismo, é considerado ‘tóxico’ pelo corpo, portanto ele trabalha arduamente para eliminar esse álcool, atrapalhando o metabolismo. Além disso, é riquíssima em carboidratos refinados, ou seja, se há muito carboidrato, há maiores chances de inflamação e celulite. Estão diretamente relacionados”, explica a Dra. Caroline Maretto.

Mas calma. Isso não quer dizer que você terá de abrir mão completamente de sua cervejinha se deseja ver mudanças em sua pele. Na verdade, o importante é ter um consumo consciente.

Mas afinal, qual seria a dose diária recomendada?

“O ideal é limitar-se a uma dose diária dos destilados e duas para os fermentados, como, por exemplo um copo de caipirinha e dois de cerveja”, explica o doutor, que complementa: “outro fator importante é que o consumo de bebidas alcoólicas em excesso pode prejudicar a circulação sanguínea e causar retenção de líquidos e toxinas em nosso organismo, além de pele mais seca e desidratada, perda da flexibilidade e tonicidade naturais e envelhecimento precoce”, explica o Dr. Alisson.

Mas além das bebidas alcóolicas, os refrigerantes, que já estão na mira dos nutrólogos e nutricionistas há muito tempo, também são outros vilões da saúde e da estética.

“Os refrigerantes, devido às grandes quantidades de açúcares que contêm, prejudicam a circulação sanguínea, acumulando gorduras e favorecendo o inchaço. Deve-se preferir as versões light ou diet, ou bebidas sem açúcares em geral. É importante destacar que não é o gás contido nessas bebidas que causam ou agravam a celulite, mas sim o açúcar utilizado em sua composição”, conclui o Dr. Alisson.

Alimentos que combatem as celulites

tipos de dieta
Imagem: iStock

Mas assim como há alimentos que causam celulite, há também aqueles que podem ajudar a reverter esse quadro.

“Uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos são essenciais para uma melhor qualidade de vida e saúde de nosso organismo, mantendo, assim, a celulite longe da pele. O ideal é optar por alimentos integrais e seus carboidratos complexos, alimentos crus ou cozidos a vapor que são mais bem digeridos e assimilados pelo nosso organismo, pois possuem nutrientes que ajudam a conter as inflamações, além de possuírem maior teor de nutrientes e menos compostos tóxicos”, explica o Dr. Alisson Melo.

Além disso, o nutrólogo também listou os cereais integrais mais indicados ao consumo, que ajudam a acabar com as celulites: arroz integral, granola, aveia, linhaça, entre outros.

“Também são indicados no combate à celulite alimentos ricos em lecitina (amendoim, batata, couve-flor), aminoácidos (carne magra, frango, peixe, ovo, leite e nozes), glicosamina (camarão com casca), antioxidantes (cebola, cenoura, chá verde, frutas cítricas, frutas vermelhas), anti-inflamatórios (alface, azeite de oliva, brócolis, espinafre, ervilha fresca ou seca, feijão-branco), vitaminas B e minerais (abacate, aveia, banana, beterraba, brócolis, cogumelo, laranja, melancia, leite). São alimentos que reparam, hidratam e revitalizam a pele, evitando assim o surgimento da celulite”, conclui.

Além disso, algumas terapias naturais também podem ajudar a melhorar temporariamente o aspecto das áreas afetadas.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados