Faça uma busca
|
Publicado em: 23 de fevereiro de 2021

O que é ventosaterapia? Confira benefícios dessa prática!

Desde tratamento para aliviar o estresse à melhora da celulite. Confira todos os benefícios da prática.

Imagem: AndreyPopov/iStock

A ventosaterapia é uma prática natural milenar da Medicina Tradicional Chinesa e que ajuda a desintoxicar o organismo, reduzir dores e melhorar a circulação sanguínea.

Como é feita a ventosaterapia?

ventosaterapia
As ventosas criam um vácuo que oferece um efeito relaxante ao melhorar a oxigenação dos tecidos. (Foto: okskukuruza/iStock)

As ventosas são colocadas em pontos de acupuntura na pele (geralmente nas costas) e criam um vácuo que oferece um efeito relaxante e terapêutico. Isso acontece pois a sucção da pele aumenta o diâmetro dos vasos sanguíneos do local, permitindo a oxigenação dos tecidos. Ao invés da sucção, também pode ser utilizado calor no local.

Leia também: Acupuntura sem agulhas alivia dores e pode ser feita em casa

A ventosaterapia é muito utilizada em casos de lesão aguda ou atlética, dores musculares e também pode ser bastante eficaz no combate à celulite, pois o aumento da circulação sanguínea melhora o aspecto da pele.

A técnica pode ser aplicada para o tratamento de:

  • Intoxicação do organismo;
  • Dores nas costas e pescoço;
  • Lombalgias;
  • Reumatismo;
  • Rigidez muscular;
  • Ansiedade;
  • Dores abdominais;
  • Dores de cabeça;
  • Problemas digestivos;
  • Enxaqueca;
  • Hipertensão arterial;
  • Fadiga.
ventosaterapia
A ventosaterapia pode ser aplicada em pontos específicos para o alívio de dores musculares. (Foto: MarkFGD/iStock)

Principais benefícios da ventosaterapia

Como já citado anteriormente, a ventosaterapia proporciona diversos benefícios à saúde. Os principais benefícios, são:

  • Relaxar o corpo e a mente;
  • Aumenta a circulação e produção de líquido sinovial (que lubrifica as articulações);
  • Alivia dores musculares;
  • Fortalece os vasos sanguíneos.

Quem pode aplicar?

O método pode ser feito por acupunturistas ou fisioterapeutas especialistas em acupuntura. Porém, os profissionais mais indicados são terapeutas formados em Medicina Tradicional Chinesa, que conhecem e praticam bastante a ventosaterapia.

Como aplicar a ventosaterapia?

Antes de aplicar as ventosas diretamente na pele, é necessário hidratá-la com óleo ou creme, para permitir que os copos deslizem.

ventosaterapia
Há diversas técnicas de ventosaterapia disponível no mercado. (Foto: Aleksandr Golubev/iStock)

Em seguida, deve-se colocar as ventosas na região de tratamento. Os materiais das ventosas podem ser de diferentes tipos: vidro, plástico, cerâmica e até bambu. Porém, as técnicas mais conhecidas são:

  • Copo de silicone: É a mais simples pois basta pressionar as ventosas contra a pele, criando, assim, um vácuo onde elas ficam presas.  
  • Copo de vidro: O método consiste em acender uma vela no interior do copo de vidro e logo em seguida encostá-lo na pele.
  • Ventosa eletrônica: Nesta técnica, os copos são posicionados em cima da pele e um aparelho é ligado para fazer a sucção.

A ventosaterapia ainda pode ser feita junto com outras terapias, como acupuntura ou plantas medicinais.

Tempo de tratamento

O tempo ideal são sessões de 5 a 10 minutos apenas. Podem ser feitas sessões isoladas para tratar problemas específicos ou até 8 sessões em semanas consecutivas.

O paciente pode ficar com marcas roxas nos locais onde foi feita a terapia e sentir alguma dor ou desconforto por até 5 dias após o tratamento. Para que isso não ocorra, o terapeuta pode afrouxar a pressão de cada ventosa e hidratar bastante a pele para que ela deslize e não fique parada em um lugar só.

ventosaterapia
A ventosaterapia irá deixar algumas marcas. (Foto: banusevim/iStock)

Contraindicações da ventosaterapia

O tratamento não é indicado caso a pessoa apresente algum dos problemas listados abaixo:

  • Trombose ou problemas hemorrágicos;
  • Varizes;
  • Feridas;
  • Febre;
  • Fratura no local de tratamento.

Além disso, o tratamento deve ser evitado durante a gravidez e em pessoas com pressão alta descontrolada.


Atenção:
Para ter o diagnóstico correto dos seus sintomas e fazer um tratamento eficaz e seguro, procure orientações de um médico ou farmacêutico.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close