Faça uma busca
|
Publicado em: 9 de fevereiro de 2021

Clareamento dental: 6 perguntas respondidas por dentista

Quer fazer o procedimento, mas ainda tem dúvidas sobre ele? Confira um guia com todas as informações de que você precisa!

Imagem: iStock

Ter dentes brancos é o sonho de muitas pessoas. Mas quem nunca se deparou com um sorriso mais amarelado em frente ao espelho? Com o tempo, é normal que isso aconteça. Mas se você deseja um sorriso encantador, o clareamento dental pode ser um grande aliado.

Para explicar como funciona esse procedimento, quais são os tipos de clareamentos encontrados, os cuidados posteriores, e outras informações relevantes para quem deseja fazer, conversamos com a cirurgiã-dentista Thaís Branco Barbosa*.

Como é realizado o clareamento dental?

dentista
teeth with whitening tray

De acordo com a doutora, há três tipos de clareamento, que devem ser indicados conforme orientações do cirurgião-dentista.

"O clareamento dental pode ser realizado tanto no consultório quanto em casa, e ambos têm resultados igualmente satisfatórios. Mas quem determina qual o tipo de clareamento é mais indicado para cada pessoa é o cirurgião-dentista, após uma avaliação criteriosa", explica.

Leia também: 7 hábitos que fazem mal aos dentes

A primeira opção é o clareamento dental feito no consultório e realizado somente pelo dentista.

"Aplica-se sobre os dentes um gel de concentração mais forte. Podem ser feitas de 1 até 4 sessões, com mais ou menos 1 hora de duração cada uma, tendo um intervalo de 48h, no mínimo. E tem resultado imediato", explica.

Já no clareamento caseiro são confeccionadas moldeiras personalizadas para o paciente poder aplicar em casa o gel clareador dado pelo dentista.

"O paciente deverá usar o gel diariamente na moldeira na quantidade correta orientada pelo dentista durante 30 minutos até 4 horas (o tempo varia conforme o tipo e concentração do gel clareador, e isso é definido baseado na avaliação individual e necessidade de cada paciente). Esta técnica de clareamento leva de 7 a 21 dias para mostrar os resultados", explica.⁣⁣

De acordo com Thaís Branco, ainda existe uma terceira opção, a técnica mista.

"Esta é a combinação das duas anteriores, trazendo um resultado mais rápido do que o caseiro e mais duradouro do que o de consultório. Nesta técnica são feitas de uma a duas sessões no consultório com o gel de concentração forte, e o paciente continua usando a moldeira com o gel de concentração mais baixa em casa por 2 a 3 semanas", conclui.

Para quem é recomendado? Quem deve evitar?

gengivite
Imagem: iStock

De acordo com a cirurgiã-dentista, o clareamento é indicado para pacientes que apresentem dentes escurecidos ou que estejam insatisfeitos com a coloração.

"No entanto, o clareamento dental é contraindicado para grávidas, mães que amamentam, menores de 13 anos, pessoas cientes que são alérgicas a peróxido de carbamida ou hidrogênio (os agentes clareadores) e pessoas que estão sob tratamento de alguma doença grave", explica.

Além disso, a doutora também alerta para a importância de checar a saúde bucal antes de realizar o procedimento.

"Pacientes com cáries, restaurações infiltradas, gengivite, doença periodontal ou qualquer outro fator que o impeça de ter uma saúde bucal 100% adequada também não podem realizar o clareamento.
Por isso é preciso passar por uma consulta com o cirurgião-dentista e restabelecer por completo a saúde bucal antes de iniciar o tratamento", explica.

Após o clareamento dental, é necessário evitar certos alimentos?

tipos de café
Imagem: iStock

Talvez você já tenha ouvido falar que após o clareamento dental alguns alimentos e bebidas ficam proibidos, sobretudo os mais pigmentados, que comumente são associados ao escurecimento dos dentes. No entanto, a doutora Thaís explica que não é necessário evitar esses alimentos.

"Estudos mais recentes comprovaram que não há mais necessidade de evitar alimentos pigmentados durante ou após o clareamento. A recomendação é que se espere 2h após usar o gel clareador antes de consumir algum alimento muito pigmentado (pois a permeabilidade dental fica maior). E, depois da finalização do clareamento, é preciso lembrar de escovar os dentes após consumi-los (ex.: café, açaí, chá preto, etc). Pois isso fará com que os dentes permaneçam brancos por mais tempo", explica.

Clareamento dental com receitinhas caseiras: pode ou não pode?

clareamento dental caseiro com bicarbonato
Imagem: iStock

Na Internet, comumente encontramos algumas receitas caseiras que prometem verdadeiros milagres para os dentes. Substâncias como bicarbonato de sódio, vinagre, e até carvão ativado, são geralmente associadas a essa promessa de tornar os dentes mais brancos.

No entanto, o barato pode sair caro, e é preciso ficar atento às consequências que essas substâncias podem trazer para a saúde bucal.

"A maioria das receitas caseiras causam uma 'falsa' sensação de clareamento momentâneo, pois elas fazem uma abrasão (esfoliação) na superfície do esmalte", explica a doutora.

Além disso, Thaís Branco ressalta o fato de que o esmalte do dente, uma vez danificado, não pode ser reparado novamente. "Os danos são permanentes. Por isso qualquer receitinha caseira está totalmente contraindicada", conclui.

E seguindo essa lógica, o carvão ativado, que nos últimos tempos virou moda na Internet, também deve ser evitado.

"O princípio das pastas de carvão é o mesmo dos clareamentos caseiros amadores, pois as partículas de carvão também fazem uma abrasão na superfície do esmalte, removendo os pigmentos mais superficiais e dando uma falsa sensação de clareamento. Portanto ele também danifica o esmalte do dente permanentemente, gerando sensibilidade em quem usá-lo", conclui.

É normal sentir sensibilidade nos dentes após o clareamento dental?

Crédito:Srisakorn

Outra dúvida bastante comum diz respeito à sensibilidade dos dentes após o procedimento. De acordo com a Dra. Thaís Branco, essa dor costuma ser temporária e pode ser evitada.

"Durante o tratamento é bastante comum que parte dos pacientes relatem certa sensibilidade a alimentos e bebidas muito geladas. Mas isso pode ser evitado, uma vez que o cirurgião-dentista faça uma boa anamnese, escolha a porcentagem ideal do gel clareador para cada paciente e o oriente de forma adequada durante o tratamento", conclui.


* Thaís Branco Barbosa é cirurgiã-dentista, com CRO RJ 46812

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close