Faça uma busca
|
Publicado em: 11 de agosto de 2021

Como o alongamento pode ajudar a reduzir a pressão arterial

Os benefícios do alongamento vão muito além de evitar lesões.

Imagem: Daisy-Daisy/iStock

Segundo pesquisas, estima-se que a flexibilidade de um adulto diminui cerca de 5% por década. Isso não é bom. A flexibilidade não apenas evita o endurecimento de músculos e articulações, como também reduz o risco de lesões durante os exercícios aeróbicos e de musculação.

E mais, exercícios de flexibilidade também podem liberar a tensão relacionada com o estresse, ajudando a diminuir a pressão arterial. O alongamento regular estende os músculos, diminui qualquer sensação dolorosa, reduz o risco de lesões e resulta em maior amplitude de movimentos. Também melhora a coordenação e o desempenho dos exercícios e baixa o tempo de recuperação entre eles. O alongamento livra os músculos do ácido láctico e de outros resíduos que neles se acumulam quando você os exercita.

Leia também: Alongamento ou aquecimento: quando devo fazer?

A ideia é simples: quando o músculo é esticado um pouco além de seu comprimento normal, ele gradualmente se adapta ao comprimento maior e aumenta a amplitude de movimento da articulação. Tente fazer pelo menos 15 minutos de alongamento – ou exercícios de flexibilidade – todos os dias. A melhor hora para alongar é durante ou após uma sessão de exercícios, quando os músculos estão aquecidos. Não flexione antes de fazer os músculos se movimentarem: quando você alonga músculos frios e retesados, arrisca-se a sofrer lesões. Uma piscina aquecida é o lugar ideal para alongamentos. Seus membros estão apoiados e a temperatura quente da água solta os músculos.

Alongamento e força

Os benefícios do alongamento vão além de evitar lesões nos músculos; a atividade pode realmente ajudar a desenvolver força adicional. Um novo estudo mostra que praticantes de exercícios de força que se alongavam após cada exercício tornaram-se quase 20% mais fortes após dez semanas que os que não alongavam os músculos entre os movimentos.

"O alongamento torna os músculos mais receptivos ao ganho de força – provavelmente porque, ao contrair os músculos com a musculação e depois esticá-los com o alongamento, você está maximizando seu potencial", diz Wayne Westcott, ph.D., diretor de pesquisas sobre aptidão física na ACM (Associação Cristã de Moços), em Quincy, Massachusetts, que conduziu o estudo.

O ponto positivo do alongamento é que você não precisa de roupas especiais, equipamentos ou uma brecha em sua agenda social. Você pode praticá-lo no trabalho, em seu carro, enquanto assiste à televisão na sala. Assim, de muitos modos, é uma atividade menos estressante que preparar-se para uma caminhada ou levantar pesos em uma academia. 

Defensores do alongamento sugerem que você estará se beneficiando mais que seus músculos ao se alongar regularmente. Isso desfaz a tensão e o estresse – fatores elevadores da pressão arterial – e ajuda a alinhar o corpo, aliviando áreas de compressão que podem prejudicar o bom funcionamento dos órgãos.

Existem muitos tipos de exercícios de alongamento que você pode fazer, mas lembre-se sempre de consultar um profissional qualificado para orientá-lo.

Ficou curioso? Então, veja 21 alongamentos e exercícios de força para fazer em casa!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close