Faça uma busca
Saúde & Bem-estar

6 dicas que você precisa conferir antes de ir ao médico

Não vá ao médico sem antes ler essas informações

Escrito por:

Rayane Santos

Redator
paciente e médico
SARINYAPINNGAM/iStock
Publicado em: Última atualização:

Visitar um médico regularmente é muito importante para a manutenção da saúde. Somente se consultar um profissional da saúde você poderá saber qual é o seu estado de saúde, o que está certo e o que precisa ser mudado. Porém, antes de ir ao médico, confira as 6 dicas a seguir. Elas ajudarão você a obter o melhor do seu médico.

Table Of Contents[ Hide ]

Chegue mais cedo 

Leia também: 10 dicas para você evitar erro médico

Por que os médicos costumam deixar os pacientes aguardando horas na sala de espera? Uma forma de evitar isso é marcar o primeiro horário do dia ou o primeiro horário depois do almoço. O seu médico pode até estar atrasado em razão de uma emergência médica, embora seja menos provável, mas vocês dois estarão mais descansados e menos apressados.

Faça o dever de casa 

Foi-se o tempo em que o paciente confiava cegamente em tudo o que o médico dizia. É provável que você consiga o melhor tratamento possível se desempenhar um papel mais ativo nos cuidados com a sua saúde. E isso requer aprender um pouco sobre o seu estado. Graças à Internet, informações sobre a saúde e guias nacionais para o tratamento de várias doenças, baseados nas últimas evidências científicas, estão a poucos cliques de distância. 

Consulte sites confiáveis, como o Portal do Ministério da Saúde ou sites de associações médicas respeitáveis, como a Sociedade Brasileira de Cardiologia e outras da especialidade médica de seu interesse. Você estará, então, pronto para fazer perguntas sobre exames e procedimentos que podem lhe ser úteis, mas que seu médico talvez não mencione. A solução é ser um paciente bem informado, de maneira a sempre poder sugerir e discutir alternativas.

Peça um tratamento hormonal 

Até recentemente, mulheres mais jovens com câncer de mama também tinham de enfrentar a infertilidade e a menopausa precoce como resultado do tratamento de quimioterapia. Mas, para mulheres com certos tipos de tumores, drogas chamadas agonistas LHRH, que fazem os ovários parar de produzir estrogênio, podem ser tão eficazes quanto a quimioterapia, sem os indesejáveis efeitos colaterais. Isso significa que algumas mulheres com “receptor positivo de hormônio”, com baixo risco de câncer de mama poderão ser consideradas para um tratamento com agonistas LHRH em vez de terem de enfrentar as terríveis consequências da quimioterapia, afirma o professor Jack Cuzick, que coordenou o estudo.

Peça uma mamografia 

O Programa Nacional de Controle do Câncer de Mama, do Ministério da Saúde, oferece mamografias gratuitas pelo SUS. O exame clínico das mamas deve fazer parte do atendimento integral à mulher em todas as faixas etárias. Para mulheres com 40 anos ou mais o exame clínico das mamas deve ser realizado anualmente. Na faixa etária de 50 a 69 anos, a mulher deve se submeter ao rastreamento mamográfico pelo menos a cada dois anos. Se quiser saber mais sobre o programa, visite o site do INCA.

Informe-se sobre custos de medicamentos 

Leia também: Cirurgia plástica pelo SUS: veja quais você pode fazer

Você pode conseguir medicamentos bem mais baratos pelo Programa Farmácia Popular do Brasil, programa do Governo Federal que engloba medicamentos considerados essenciais. Farmácias e drogarias da rede privada espalhadas por todo o país também funcionam como postos da Farmácia Popular. Nelas, você encontra os principais medicamentos para hipertensão e diabetes até dez vezes mais baratos.

Para adquirir seus medicamentos nas farmácias participantes do Programa Farmácia Popular, você só precisa apresentar uma receita médica ou odontológica da rede pública ou particular e o seu CPF. O programa atende a toda população e é dirigido, sobretudo, às pessoas que não têm condições de pagar caro por seu medicamento. O programa oferece medicamentos que tratam das doenças com maior incidência no país.

Estão disponíveis, também, preservativos masculinos, remédios para hipertensão, diabetes, úlcera gástrica, depressão, asma, infecções e verminoses. Além destes, ali se encontram produtos com indicação nos casos de cólicas, enxaqueca, queimadura, inflamações e alcoolismo, além dos anticoncepcionais. 

Você pode conferir aqui a lista de medicamentos e farmácias populares por cidade e por estado do Brasil. Também pode mandar e-mail para [email protected] 

Outra opção para adquirir remédios mais baratos é comprar o medicamento genérico, que tem custo bem mais baixo que os remédios de referência, ou de marca. A prescrição de genéricos deve ser feita pela denominação genérica do medicamento, que é o nome oficial do princípio ativo. Consulte no site da Anvisa a lista de medicamentos e todas as informações referentes ao assunto.

Cronometre o seu teste de Papanicolaou 

Antes de marcar o seu próximo exame preventivo, consulte o calendário. O Programa Nacional de Controle do Câncer do Colo do Útero e de Mama, do Ministério da Saúde, recomenda que o exame preventivo (Papanicolau) seja feito pelas mulheres ao menos uma vez por ano. No caso de dois exames normais seguidos (com intervalo de um ano entre eles), o exame deverá ser feito a cada três anos.

Em caso de exames com resultados alterados, a mulher deve seguir as orientações fornecidas pelo médico. O Papanicolau pode ser realizado em postos ou unidades de saúde que tenham profissionais de saúde treinados para essa finalidade. O exame só não deve ser feito durante a menstruação, se a mulher estiver grávida e se ela estiver com uma infecção ginecológica.