Faça uma busca
|
Publicado em: 18 de setembro de 2021

5 riscos à saúde que eliminamos ao praticar caminhada

Caminhar diminui a pressão arterial, melhora os níveis de colesterol e promove a saúde óssea.

Imagem: Sjale/iStock

Você já deve ter ouvido falar que a caminhada diminui a pressão arterial, melhora os níveis de colesterol e promove a saúde óssea: isso já é mais do que qualquer medicamento ou tratamento isolado pode lhe oferecer. Agora uma quantidade crescente de pesquisas vem acrescentando novos benefícios à lista. Basta pôr um pé na frente do outro para ajudar a superar estas cinco grandes ameaças ocultas à saúde.

1. Doença do sofá

Num estudo com 37.000 participantes, os pesquisadores descobriram que, hoje, a vida sedentária – ir da cama para o carro, do carro para a cadeira, da cadeira para o sofá – mata mais do que o cigarro. Andar é a cura natural para a doença do sofá e reduz o risco de ameaças fatais como doença cardíaca, AVC, diabetes e câncer. Basta meia hora de caminhada por dia para reduzir em 30% a 40% o risco de infarto, como afirmam pesquisadores da Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos.

2. Gordura visceral

A gordura que não podemos ver é o tipo mais perigoso. Acumulada no fundo do abdome em torno dos órgãos internos, hoje se sabe que a gordura visceral promove diabetes, doença cardíaca, pressão alta, AVCs e uma série de outras doenças. Sozinhas, as dietas não acabam com ela, mas a caminhada sim.

Em um estudo do Centro Médico Batista da Universidade Wake Forest, na Carolina do Norte, as mulheres que caminharam 1,5 a 3 quilômetros três vezes por semana reduziram as células adiposas abdominais em espantosos 18% em apenas quatro meses. Por outro lado, essas células perigosas continuaram cheias de gordura nas mulheres que fizeram dieta mas não caminharam.

3. Quilos a mais

Cortar calorias pode ajudar você a caber naquele vestido manequim 40 guardado no armário, mas pesquisas provam o que todo mundo já sabe: fazer dieta não ajuda a se manter magro. O que dá certo? Num estudo com 4.000 participantes que conseguiram perder 15 quilos e manter essa perda durante um ano ou mais, 78% deles caminhavam. Caminhar 20 minutos por dia pode ajudar a perder 6 kg por ano, segundo cientistas do campus de Colúmbia da Universidade do Missouri. Dá um resultado melhor do que a maioria dos programas de emagrecimento!

4. Resistência à insulina

Os quilos a mais e a inatividade conspiram para fazer dezenas de milhões de pessoas desenvolverem essa doença silenciosa em que o organismo fica surdo à insulina, hormônio que diz às células para absorverem o açúcar do sangue. A resistência à insulina aumenta o risco de diabetes, doença cardíaca, doença de Alzheimer e uma série de cânceres, mas o melhor tratamento não é medicamentoso. Num estudo de referência cujos participantes apresentavam resistência à insulina, caminhar reduziu em espantosos 58% a probabilidade de diabetes do tipo 2. (Um medicamento contra diabetes diminuiu o risco em apenas 31%.) Caminhar baixa a glicemia imediatamente, porque as células musculares absorvem o açúcar. Também torna as células mais sensíveis à insulina durante horas depois da caminhada. 

Leia também: Resistência à insulina: uma epidemia crescente

5. Estresse

A tensão crônica e descontrolada mantém altíssimo o nível de cortisol e de outros hormônios do estresse durante dias, semanas e até anos. Resultado: mais dores de cabeça, noites insones, problemas digestivos, depressão e glicemia elevada. Pesquisas mostram que a caminhada combate a ansiedade per-manente porque eleva o nível cerebral de substâncias químicas do bem-estar, como a serotonina e a dopamina, reduz a tensão muscular e dá uma pausa mental às preocupações. Não admira que, num estudo da Universidade Temple, na Pensilvânia, com oito anos de duração e 380 mulheres participantes, as que caminhavam regularmente disseram se sentir bem menos estressadas do que as que não o faziam. Em outro estudo, caminhar ajudou pessoas com problemas de sono a adormecer 15 minutos mais cedo e a dormir uma hora a mais por noite.

Andar atua como supressor do apetite e ajuda a formar massa muscular. A sensação é ótima, ficamos cheios de energia e as tarefas da vida se tornam muito mais fáceis. Mas, para otimizar a estratégia de queima de gordura, é preciso preparar a mente, o coração e os músculos. Veja aqui 10 maneiras mais eficazes de fazer caminhada!

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


close