Se lhe falta força pulmonar, este treino (prescrito para pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica) pode ajudar. Mas, primeiro, consulte um pneumologista para verificar a existência de possíveis doenças no aparelho respiratório. Caso a saúde dos pulmões esteja em dia, confira o passo a passo dos exercícios para respirar melhor:

1 Use o diafragma

O diafragma é o músculo que controla a respiração e, como se localiza logo acima do abdome, você pode fortalecer os dois juntos. Deite-se de costas com os joelhos dobrados; ponha uma das mãos na barriga e a outra no peito. Inspire profundamente, puxando o ar devagar para o abdome. (A mão na barriga deve subir mais do que a mão no peito quando você inspira.) Solte o ar pela boca. Espere sete segundos e repita.

2 “Reme”

Este exercício fortalece os músculos do alto das costas e abre os pulmões. Sente-se no chão com as pernas à frente e os joelhos levemente dobrados. Passe uma faixa elástica na sola dos pés e cruze-a à frente, formando um X. Segure uma ponta em cada mão, estenda os braços e puxe para trás até as mãos encontrarem o peito. Repita pelo menos seis vezes, três dias por semana.

3 Caminhe 20 minutos

Caminhar, além de fazer bem ao coração e aos músculos das pernas, também abre os pulmões e os ajuda a funcionar melhor. Para aproveitar mais o passeio, mantenha-se ereto, com a cabeça erguida e os ombros para trás, e dê os passos do calcanhar até a ponta dos pés. Esses ajustes impedem que a caixa torácica se comprima, permitindo ao pulmão se expandir ao máximo. Incorpore a respiração profunda para aumentar a entrada de ar. Saia para caminhar três ou quatro dias por semana.

Veja também: Os 20 melhores alimentos para praticantes de caminhada

 

Por ASHLEY LEWIS