Séculos antes da descoberta da penicilina, em 1928, pelo escocês Alexander Fleming, as pessoas em todo o mundo usavam remédios naturais para combater infecções. Agora, pesquisadores investigam e redescobrem seus poderes de cura, apesar dos antibióticos modernos disponíveis. Eis o motivo.

Louis Reed/Unsplash

Tratamento de doenças infecciosas

O desenvolvimento de antibióticos no século XX transformou o tratamento de doenças infecciosas como tuberculose, sífilis e meningite. Os cientistas que os descobriram, porém, não previram que as várias cepas de bactérias se tornariam resistentes a essas drogas, e que novos antibióticos teriam de acompanhar as mutações que as bactérias sofrem. O impacto dos antibióticos no sistema digestivo, e outros efeitos colaterais, também se tornou uma preocupação. Na busca por novas drogas, os cientistas estão olhando para os remédios tradicionais – suas descobertas sugerem que plantas e outras substâncias naturais podem ter poderes eficazes.


Lukasz Szmigiel/Unsplash

Voltando-se para a natureza

Há uma seleção de remédios no mundo todo, cuja eficácia em matar bactérias indesejáveis ou evitar que elas se multipliquem é comprovada pelas análises científicas. Mas sempre consulte o médico caso observe sintomas incomuns e discuta quaisquer remédios naturais que pretenda usar.


Mike Kenneally/Unsplash

1. Alho

Rico no composto antibacteriano alicina, o alho é usado desde a Antiguidade para tratar doenças potencialmente fatais e prevenir sepse em feridas. Use-o cru ou no cozimento, ou em cápsulas.


Janelle Luge/Shutterstock

2. Árvore -do-chá

Usado externamente, o óleo da planta nativa da Austrália, um remédio antigo para infecções de pele e de lesões, tem propriedades antimicrobianas.