Faça uma busca
|
Publicado em: 8 de abril de 2020

Bullying – uma associação cruel com sobrepeso e obesidade

A prevalência de obesidade e sobrepeso na infância está aumentando. Isso é um fato e, infelizmente, a obesidade na infância tem muitas repercussões sociais e psicológicas.

Imagem: Ruslanshug/iStock

O risco de depressão aumenta na adolescência, com uma incidência cumulativa de 15% a 20% de transtorno depressivo maior. É mais provável que a depressão ocorra nas adolescentes do que nos adolescentes (essa diferença persiste até a vida adulta e ao longo dela).

O que ocasionalmente confunde o diagnóstico é que na adolescência ocorre irritabilidade em vez de depressão franca. Adolescentes deprimidos se mostram pessimistas, beligerantes, têm crises de mau humor ou procuram motivos para brigar.

A isso se soma a vitimização pelos colegas (o conhecido bullying) por causa do preconceito da obesidade.

O bullying e a triste relação com a obesidade

O bullying é uma forma de agressão, que pode ser relacional (por exemplo, boatos e mentiras sobre a pessoa), verbal (como xingamentos e apelidos) e até física (empurrões, chutes).

Um estudo apresentado na revista Pediatrics de 2004 constatou que as crianças em idade escolar com sobrepeso e obesidade tendem a ser vítimas de bullying, não apenas pelos colegas, mas também pelos professores de ginástica e por professores de outras matérias.

Atualmente as vítimas são perseguidas até em casa por meio da internet.

Em um estudo realizado pelo C. S. Mott Children's Hospital da Universidade de Michigan, 34% das crianças foram vítimas de bullying.

O bullying leva à depressão e, muitas vezes, ao uso de substâncias psicoativas, sejam eles prescristos ou drogas ilícitas.

Segundo um estudo da Universidade da Virgínia, o bullying aumenta as taxas de abandono no ensino médio, independentemente de fatores como nível socioeconômico e desempenho acadêmico.

Outro dado assustador é o número de tentativas de suicídio. De acordo com os CDC americanos (Centers for Disease Control and Prevention),o bullying é a terceira causa de morte de 10 a 24 anos (cerca de 4.400 vidas perdidas a cada ano).

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados


Cadastre-se GRÁTIS para continuar lendo


Você garante acesso a 3 conteúdos exclusivos

Já tem cadastro? Faça login aqui.

Já sou assinante da Revista Impressa

close