As virtudes da medicina aiurvédica, isto é, holística – que trata o corpo, a mente e o espírito – tornam-se cada vez mais aceitas no Ocidente. Descubra aqui como um dos mais antigos sistemas de cura, a medicina aiurvédica, usa uma abordagem integral para promover o bem-estar. Conheça os benefícios especiais que ela pode trazer à saúde digestiva.

Há cerca de 5 mil anos, a aiurveda surgiu da tradição de cura dos grandes sábios da Índia que, dizem, um dia partiram para o Himalaia para meditar sobre os segredos da saúde e da longevidade. Palavra formada pelos termos em sânscrito ayur, que significa vida, e veda, conhecimento, a aiurveda enfatiza a unidade entre mente, corpo e espírito, e dá igual peso à prevenção da doença e sua cura.

Para determinar o prakriti (ou constituição) individual e, assim, o tratamento mais adequado para qualquer doença ou distúrbio, o especialista em aiurveda vai analisar o histórico médico, a alimentação e o estilo de vida. E também vai conduzir um exame físico, observar os olhos, a voz, a pele, os dentes e a língua do paciente, bem como verificar a urina e os movimentos intestinais.

Tratamento holístico

A medicina aiurvédica procura tratar as doenças descobrindo a natureza do vikruti (desequilíbrio) do indivíduo e depois prescrevendo medidas apropriadas, como: plantas medicinais, bem como mudanças no estilo de vida e na alimentação.

Primeiramente, os profissionais acreditam que uma abordagem holística é particularmente relevante para problemas digestivos. Desse modo, acreditam também que muitos distúrbios identificados na medicina ocidental resultam de maus hábitos alimentares e de escolhas alimentares inadequadas.

Assim, ervas, óleos vegetais e especiarias têm um papel preponderante. Aliás, muitos daqueles prescritos para transtornos digestivos, incluindo a triphala (uma combinação de três ervas indianas) e a cúrcuma, mostraram-se agora eficazes em estudos clínicos.

Dessa forma, uma parte do estilo de vida e dos preceitos alimentares fazem eco a recomendações ocidentais. O California College of Ayurveda sugere que a “maior refeição do dia seja feita próximo ao meio-dia. Afinal, quando o sol está alto e o agni (fogo digestivo), mais forte”.

Recomenda, sobretudo, o silêncio e a calma ao comer, sem distrações como assistir à TV ou excesso de conversa. Portanto, a comida deve ser bem mastigada. Não se deve comer demais, e após a refeição deve-se descansar, para deixar a comida ser digerida. Conheça também a dieta mediterrânea.

A aiurveda na cozinha

Para encontrar um especialista aiurvédico conceituado, entre em contato com uma organização como a Associação Brasileira de Ayurveda (www. ayurveda.org.br). Ou seja, é aconselhável consultar seu médico antes de se submeter a qualquer tratamento aiurvédico. No entanto, muitas das principais ervas e condimentos aiurvédicos podem ser livremente usados na culinária diária. São deliciosos e só vão lhe fazer bem.

Entre os produtos disponíveis nos supermercados podemos encontrar:

  • 1. Canela 

    Um estimulante quente e perfumado que afasta o cansaço e problemas digestivos. Adicione a sobremesas, biscoitos e bolos.

    aguadeluna/iStock
  • 2. Cardamomo

    Usado em pratos doces e salgados, ele é bom para tratar dor de garganta, para a saúde do coração e para a digestão.

    s-a-m/iStock
  • 3. Cominho

    Ingrediente de pratos latino-americanos e gregos, auxilia na digestão e combate a náusea. É eficaz como analgésico e promove a cicatrização dos tecidos.

    morisfoto/iStock
  • 4. Cúrcuma 

    Esse condimento é famoso por suas propriedades medicinais, desde cicatrizante de feridas até o tratamento de problemas respiratórios; também estimula o sistema imunológico.

    Luis Echeverri Urrea/iStock
  • 5. Erva-doce

    Combina com todos os peixes, mas também vai bem com carnes. Mastigadas após as refeições, as sementes acalmam o estômago, facilitando a digestão.

    bhofack2/iStock
  • 6. Feno-grego  

    Bom para quem sofre de artrite. Pode ajudar a perder peso ou controlar o diabetes tipo 2. Essa especiaria eleva a taxa metabólica e ajuda a baixar a glicose no sangue. Bom com carnes, peixes e bolos.

    DipakShelare/iStock
  • 7. Gengibre 

    Ingrediente versátil para pratos salgados e doces de todos os tipos, auxilia a digestão e alivia os sintomas de resfriados, gripes, dores de cabeça e artrite.

    grafvision/iStock
  • 8. Pimenta-malagueta

    Ela melhora a circulação, acelerando o metabolismo e abrindo o apetite.

    TasiPas/iStock
  • 9. Semente de coentro

    Melhora a absorção da comida; ajuda a tratar diarreia e tem propriedades antibacterianas.

    Studio Doros/iStock
  • 10. Semente de mostarda

    Acrescente-as a refogados e a qualquer prato com legumes e verduras. Elas abrem o apetite, aliviam a dor muscular e melhoram a qualidade do sono.

    Amy_Lv/iStock
  • 11. Tamarindo

    Fruto muito usado em samosas e chutneys, típicos da culinária indiana. A polpa amarga é adstringente e laxativa, e usada para promover a cicatrização de tecidos.

    al62/iStock

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteudo em primeira mão!