Faça uma busca


|
Publicado em: 24 de agosto de 2020

O que causa queda de cabelo: conheça 10 motivos

A queda dos fios pode estar associada a diversos fatores: confira 10 deles.

Imagem: Imagem: triocean/iStock

Em alguns períodos, a queda de cabelo pode ser acontecer, como nas épocas mais frias do ano: isso pode estar relacionado aos banhos mais quentes e à menor exposição ao sol.

A queda de cerca de até 100 fios por dias é considerada normal; porém, se a perda de cabelo ficar mais acentuada, é necessário procurar um médico para descobrir o motivo.

Se você sofre desse problema e não faz ideia do que pode estar acontecendo, confira a seguir o que causa queda de cabelo: conheça 10 motivos que podem explicar a perda dos fios.

O que causa queda de cabelo: veja 10 fatores

o que causa queda de cabelo
Imagem: Doucefleur/iStock

Hipotireoidismo

O hipotireoidismo é um dos distúrbios mais comuns da glândula tireoide e é caracterizado pela queda na produção dos hormônios T3 e T4.

Esses hormônios são muito importantes para o crescimento do cabelo e a queda dele é um dos sintomas do distúrbio, que também pode causar um pequeno aumento de peso, cansaço, perda de memória, alterações de humor e constipação.

Excesso de estresse

Pessoas que passaram por algum grande estresse podem desenvolver eflúvio telógeno, que é quando o cabelo para de crescer e começa a cair depois de 3 meses do evento traumático.

Este ano, muitas pessoas têm relatado o problema nos consultórios médicos, e parece que ele está ligado à pandemia causada pelo coronavírus: o confinamento e o estresse provocado pela situação pode estar levando a uma queda acentuada dos fios e em pouco tempo.

Deficiência de ferro

O ferro atua na fabricação das células vermelhas no sangue e no transporte de oxigênio para todas as células, incluindo as do cabelo.

Quando há deficiência de ferro, os folículos capilares não recebem oxigênio suficiente, os cabelos caem e não voltam a crescer até que o estoque de ferro seja reposto.

Micose

Os fungos não atingem somente as unhas: no couro cabeludo, podem causar uma descamação que deixa os fios instáveis. Além disso, os fungos podem deixar o couro cabeludo mais oleoso, favorecendo a queda de cabelo.

Síndrome dos ovários policísticos

A síndrome dos ovários policísticos é um distúrbio endócrino que interfere no processo de ovulação da mulher.

Há a formação de cistos nos ovários, o que pode causar uma produção maior de hormônios masculinos, alterações no ciclo menstrual, acne e também queda de cabelo.

Gravidez

Na gravidez pode ocorrer perda excessiva dos fios por causa das alterações hormonais. A produção de hormônios pode aumentar ou diminuir conforme o mês e ter efeitos diferentes em cada mulher: a progesterona elevada pode deixar o cabelo mais grosso e volumoso em algumas gestantes e enfraquecido e seco em outras.

Uso de alguns medicamentos

Medicamentos como os para tratar pressão alta, anticoagulantes, antidepressivos e outros podem contribuir para a queda dos fios.

A gravidade do problema pode depender da dose e do tipo de medicamento, e não costuma deixar falhas localizadas: a queda é por igual em todo o couro cabeludo.

Lúpus

O lúpus nem sempre faz o cabelo cair, mas algumas pessoas que têm a doença autoimune podem ter afinamento dos fios e queda generalizada ou em apenas em parte do couro cabeludo.

Um dos motivos para isso acontecer é que a inflamação causada pela doença pode se desenvolver em torno do couro cabeludo e dos folículos.

Sífilis

A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum. Entre os seus sintomas, estão feridas nos órgãos sexuais e caroços nas virilhas.

Quando não tratada, a doença pode causar manchas pelo corpo e queda de cabelo.

Problemas intestinais

Quem tem alguma doença doença inflamatória intestinal, como a doença de Crohn, não consegue absorver os nutrientes dos alimentos corretamente, o que pode causar deficiência de zinco, cobre e outros. Isso contribui para que os fios caiam.

Atenção:
Para ter o diagnóstico correto dos seus sintomas e fazer um tratamento eficaz e seguro, procure orientações de um médico ou farmacêutico.

Assine a nossa newsletter e receba nosso conteúdo em primeira mão!

assine a nossa newsletter
Entendo que passarei a receber ofertas de produtos, serviços, informativos e presentes grátis, além de outras promoções de Seleções e de parceiros. Para mais informações, acesse nossa Política de Privacidade e Uso de Dados